Michael Probst/AP
Michael Probst/AP

Alemanha chama Podolski para adeus e dá 1ª chance a jovem atacante do RB Leipzig

Aos 31 anos, atacante do Galatasaray, fará sua 130ª partida por seu país

Estadao Conteudo

17 Março 2017 | 12h14

O técnico Joachim Löw anunciou nesta sexta-feira uma lista de 24 jogadores para defender a seleção alemã nos dois próximos jogos do time nacional, que na quarta-feira enfrenta a Inglaterra em amistoso em Dortmund e depois no domingo seguinte terá pela frente o Azerbaijão, fora de casa, em Baku, em confronto válido pelo Grupo C das Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2018.

Entre os convocados está Lukas Podolski, de 31 anos, que fará no jogo contra os ingleses a sua despedida da seleção da Alemanha. Será a 130ª partida do atacante com a camisa do seu país, depois de o jogador ter anunciado a sua aposentadoria da seleção após a disputa da Eurocopa do ano passado, na França.

Desde quando estreou pelo time nacional, no dia 6 de junho de 2004, Podolski marcou 48 gols pela Alemanha, sendo que Löw exaltou a importância da trajetória do atacante que é polonês de nascimento e hoje defende o Galatasaray, da Turquia.

"É ótimo que Lukas tenha a chance de se despedir em um cenário fantástico como este. Ele está recebendo uma despedida digna e mereceu isso. Os jogos contra a Inglaterra são absolutamente clássicos, e este será diante dos brilhantes torcedores em Dortmund", ressaltou o treinador, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

A presença de Podolski nesta convocação era certa, pois sua despedida já estava marcada para este amistoso com os ingleses, mas Löw trouxe como principal novidade na lista divulgada nesta sexta a presença do jovem atacante do RB Leipzig Timo Werner, de 21 anos, que ganhou a primeira chance de defender a seleção principal do seu país.

Com 14 gols marcados nesta temporada, Werner ganhou destaque no atual vice-líder do Campeonato Alemão, no qual o seu time só está atrás do poderoso Bayern de Munique. E ele foi listado nesta sexta como um dos quatro nomes convocados para o ataque. Além dele e de Podolski, Löw chamou para o setor Andre Schürrle, do Borussia Dortmund, e Mario Gomez, do Wolfsburg.

"Werner é um jovem e interessante jogador com um bom potencial. Ele é muito flexível (versátil) e tem constantemente jogado em um nível alto nesta temporada. Estou ansioso para recebê-lo no nosso grupo e preparado para observá-lo", afirmou o treinador.

Outra novidade da convocação desta sexta foi a volta do defensor Antonio Ruediger, que trabalhou forte para retornar à seleção depois de ter sofrido uma séria lesão no joelho que o deixou de fora da Eurocopa do ano passado.

Já Marco Reus e Mario Götze, dois astros do Borussia Dortmund, ficaram fora desta convocação por motivo de lesão e assim não poderão ajudar o time nacional a tentar bater a Inglaterra e depois a manter a Alemanha com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias Europeias. Os atuais campeões do mundo somam quatro vitórias em quatro jogos no qualificatório para o Mundial e ocupam a liderança do Grupo C, com direito a 16 gols marcados e nenhum sofrido até aqui.

Confira os convocados da seleção alemã:

Goleiros - Bernd Leno (Bayer Leverkusen), Manuel Neuer (Bayern de Munique) e Marc-Andre ter Stegen (Barcelona).

Defensores - Jonas Hector (Colônia), Benedikt Hoewedes (Schalke 04), Mats Hummels

(Bayern de Munique), Joshua Kimmich (Bayern de Munique), Shkodran Mustafi (Arsenal), Sebastian Rudy (Hoffenheim), Antonio Ruediger (Roma) e Niklas Suele (Hoffenheim).

Meio-campistas - Julian Brandt (Bayer Leverkusen), Emre Can (Liverpool), Julian Draxler (Paris Saint-Germain), Sami Khedira (Juventus), Toni Kroos (Real Madrid), Thomas Müller (Bayern de Muique), Mesut Ozil (Arsenal), Leroy Sane (Manchester City) e Julian Weigl (Borussia Dortmund).

Atacantes - Timo Werner (RB Leipzig), Andre Schürrle (Borussia Dortmund), Mario Gomez (Wolfsburg) e Lukas Podolski (Galatasaray).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.