Alemanha está pronta para a Copa, diz ministro do Interior

"A Alemanha está pronta para a Copa." A afirmação foi feita nesta quarta-feira pelo ministro do Interior do país, Wolfgang Schäuble, durante entrevista coletiva concedida ao lado do presidente do Comitê Organizador do Mundial, o duas vezes campeão do mundo Franz Beckenbauer. Schäuble aproveitou a entrevista para reafirmar o desejo de mostrar que o povo alemão é hospitaleiro e amigável com turistas e imigrantes. "A Alemanha é um país aberto, pacífico e tolerante, e isso será visto também durante a Copa", explicou o ministro, que tem a responsabilidade pela política esportiva do país. O governo tentou estimular a população com o mote "É tempo de fazer amigos". O ministro reiterou que o combate ao racismo e a segurança serão as duas principais prioridades durante a competição. "Será feito tudo o que for humanamente possível para garantir a segurança", explicou Schäuble, que disse ter feito acordo com os países vizinhos para controlar a entrada de hooligans no país. Além disso, cerca de 500 policiais estrangeiros vão colaborar com a prevenção a ataques terroristas. Quanto ao racismo, a campanha será feita também dentro dos campos. A partir das quartas-de-final, os capitães das duas equipes vão ler um pronunciamento que condena o racismo e a xenofobia, antes da execução dos hinos. E em todos os estádios será aberta uma bandeira, antes das partidas, com os dizeres "Diga Não ao Racismo".

Agencia Estado,

31 Maio 2006 | 11h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.