Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Alexandre Mattos espera Vagner pagar 'dívida' no Palmeiras

Futebol

Cesar Greco/Agência Palmeiras

esportes

futebol

Alexandre Mattos espera Vagner pagar 'dívida' no Palmeiras

Goleiro era o titular do Ituano que eliminou o time alviverde em 2014

0

DANIEL BATISTA,
O Estado de S.Paulo

08 Janeiro 2016 | 16h33

O goleiro Vagner foi apresentado nesta sexta-feira como novo reforço do Palmeiras e, em tom de brincadeira, foi cobrado pelo diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos. O dirigente lembrou que o novo reforço palmeirense estava no time do Ituano que eliminou o Palmeiras no Campeonato Paulista de 2014, vencido pela equipe do interior do estado.

"Ele (Vagner) ganhou um título importante, o Paulista com o Ituano, e ficou devendo para o Palmeiras. Vai agregar a esse projeto que ainda é de reconstrução. Em um ano você pode melhorar muita coisa, mas ainda há muito o que crescer e ele vem nesse perfil, com um contrato de quatro anos", disse o dirigente em Itu, onde a equipe alviverde ficará concentrada até sábado.

Vagner chega ao Palmeiras ciente que será reserva de Fernando Prass e espera aproveitar para ganhar experiência acompanhando de perto o goleiro. "Uma das coisas que o Palmeiras sempre teve foi bons goleiros. Gosto de desafios e de aprender bastante. Acho que vou aprender muito com o Oscar (preparador de goleiros) e com o Prass", projetou.

Com 26 anos de idade, o goleiro revela que gostava de gritar o nome de um ídolo do Palmeiras quando era jovem. "Quando eu brincava com meus irmãos, Marcos e Taffarel eram os nomes mais falados, até pela qualidade para pegar pênaltis. Sou fã deles e ele (Marcos) é um dos grandes responsáveis por eu ter brincado no gol e hoje ser goleiro", explicou Vagner, que espera conhecer o ídolo. "Não o conheço. Só vi do banco do Paulista de Jundiaí, quando joguei contra o Palmeiras no Pacaembu. Nem via o jogo. Só ele."

Além de chegar ao Palmeiras, Vagner tem outro motivo para estar animado com o início do ano. Seu filho nasceu na quinta-feira. "Ele nasceu às quatro da manhã. Consegui acompanhar e fui treinar depois. Esse ano começou só com boas notícias e espero que seja até o fim do ano, com a conquista do Mundial", projetou o pai de Isaac.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.