1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Copa 2014

Alguns atletas resistem ao trabalho de psicóloga

Regina Brandão voltou à Granja Comary para ver os problemas emocionais que a seleção brasileira apresentou neste Mundial

Convocada para estancar o descontrole emocional da equipe, a psicóloga Regina Brandão voltou à Granja Comary com status de 12º jogador da seleção. Na última quarta-feira, ela manteve contato com alguns atletas por telefone e por meio de redes sociais. Na terça-feira, reuniu-se com todo o grupo. Regina foi chamada pela comissão técnica depois que Felipão e seus auxiliares detectaram um nervosismo exagerado de parte da equipe.

Isso ficou mais claro com a reação de alguns jogadores, como Thiago Silva e Neymar, antes e após a disputa de pênaltis com o Chile - sábado, no Mineirão -, que valeu vaga para as quartas.

Regina não ficou na concentração da equipe, em Teresópolis. Optou por um hotel próximo, onde a CBF hospedou vários funcionários da entidade. Ela pode voltar a "visitar" os atletas hoje ou amanhã, em Fortaleza.

Thiago Silva foi um dos jogadores que mais demonstrou descontrole emocional nesta Copa
Thiago Silva foi um dos jogadores que mais demonstrou descontrole emocional nesta Copa

Embora não se comente abertamente na seleção, um dos problemas da profissional seria a resistência de alguns. De acordo com um integrante da comissão técnica, um ou outro jogador já comentou, em tom de brincadeira, "que não é maluco".

A psicóloga esteve diretamente ligada ao grupo nos primeiros dias de trabalho, a partir da apresentação, em 26 de maio. Elaborou testes com os atletas e deu início ao planejamento que termina dia 13 de julho, data da final. Mas depois voltou a SP, onde tinha compromissos como professora universitária. Agora, está de férias e ficará mais próxima do grupo.

Se a seleção passar pela Colômbia, ela estará no fim de semana com a equipe em Teresópolis.

Copa 2014