Daniel Teixeira|Estadão
Daniel Teixeira|Estadão

Análise: ‘É uma fase passageira. Rogério tem tudo para dar certo no São Paulo'

Leia a opinião do ex-zagueiro Oscar sobre a crise no São Paulo

Oscar Bernardi*, O Estado de S.Paulo

13 Maio 2017 | 07h00

Eu já passei por uma fase como essa na minha carreira, mas acho que é passageira. Acredito que o Rogério tem tudo para dar certo no comando do time. Ele é do ramo, está há muito tempo no clube e o que mais sabe fazer é futebol. A torcida, às vezes, não tem paciência, mas ele tem competência para realizar esse trabalho.

Ainda é prematuro qualquer conversa em relação à troca, pois não dá para dizer que o Rogério não está dando certo. É cedo para pensar assim. Acompanho de longe, não participo do dia a dia do clube, por isso não dá para dizer com propriedade o que está acontecendo.

O São Paulo tem trocado muito de jogador. É sempre procurado para vender seus atletas. No futebol brasileiro costuma ser assim. Os times não conseguem manter seus jogadores por muito tempo. Os clubes europeus vem para cá e levam. Desta forma, é preciso ter alguém para substituir logo em seguida.

Não culpo os atletas porque eles têm de pensar na carreira. Assim, quem se destaca logo vai embora. Mas quando um clube muda muito seu elenco, a formação do time fica comprometida. 

Até o Paulistão, o São Paulo tentava mudar seu estilo de jogo e tendo um padrão de futebol europeu, pressionando o adversário o tempo inteiro. Mas para fazer isso é necessário ter uma equipe bem treinada e uma defesa consistente. 

Já tentei fazer isso quando eu era treinador. É bom, pode dar certo, mas os jogadores precisam estar empenhados. No Brasil nem sempre os jogadores conseguem. Tem de ter o jogador certo.

Agora o São Paulo tem um campeonato longo pela frente, com pontos corridos. Tem elenco para fazer boa campanha e tem condições de dar a volta por cima.

* OSCAR FOI ZAGUEIRO E DEFENDEU O SÃO PAULO ENTRE 1980 E 1987, PERÍODO EM QUE CONQUISTOU QUATRO PAULISTAS E UM BRASILEIRÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.