Antes de final, Conte projeta ficar 'muitos anos' no Chelsea e afasta especulação

Treinador italiano era especulado na Inter de Milão

Estadão Conteúdo

26 Maio 2017 | 13h50

Antes de enfrentar o Arsenal na final da Copa da Inglaterra, neste sábado, às 13h30 (de Brasília), no estádio de Wembley, o técnico Antonio Conte afastou as especulações de que poderia deixar o Chelsea após o término desta temporada europeia. Essa possibilidade foi aventada por veículos de mídia italiana e inglesa nos últimos meses depois de a Inter de Milão acenar com uma proposta de valores altíssimos para seduzi-lo a voltar ao seu país, mas o treinador assegurou nesta sexta-feira que pretende ficar no time inglês "por muitos anos".

"No momento minha situação é muito clara. Tenho um contrato de dois anos com o clube. E se me derem a possibilidade de ficar aqui e ampliar meu contrato, é claro que eu estarei preparado para isso", afirmou o comandante italiano, em entrevista coletiva.

Em seguida, o treinador deixou claro que já está projetando a próxima temporada pelo Chelsea, no qual disputará a Liga dos Campeões após ter faturado o título inglês neste ciclo 2016/2017, que ele ainda espera fechá-lo com mais uma conquista de expressão neste sábado.

"Temos (em conjunto com o clube) a mesma ideia de nosso futuro, a forma com que nós temos trabalhado juntos para melhorar o elenco e o time. Estou feliz, por esta temporada estou feliz, e espero ficar aqui por muitos anos", enfatizou.

Já ao projetar a decisão deste sábado, Conte comemorou o fato de que conta com todos jogadores de seu elenco à disposição e elogiou o comprometimento dos atletas nos treinos desta semana. Porém, ele procurou combater qualquer possível acomodação de seus comandados no confronto no qual o Chelsea defenderá favoritismo diante do Arsenal. Ele lembrou que o rival não conseguiu classificação à Liga dos Campeões após terminar o Campeonato Inglês em quinto lugar e por isso entrará em campo ainda mais determinado na luta pelo título, que serviria como um consolo ao clube e aos seus torcedores neste término de temporada.

"Nós vencemos a liga e comemoramos. Foi certo aproveitar o momento, mas enfrentaremos um time que perdeu a possibilidade de jogar a Liga dos Campeões e essa será a sua única chance de salvar a temporada", ressaltou.

TRAGÉDIA

Também na entrevista coletiva desta sexta, Conte lamentou o atentado que deixou 22 mortos e dezenas de feridos em Manchester, na última segunda-feira, logo após um show da cantora norte-americana Ariana Grande.

"Amanhã nós temos de disputar um jogo importante, e tentaremos conquistar um importante troféu, mas não quero esquecer o que aconteceu em Manchester. E nós estamos muito próximos das famílias das pessoas que morreram", destacou.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Internacional futebol Chelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.