Antes de jogo marcado por polêmica, Zidane diz que Celta será 'profissional'

Jogo deveria ter sido disputado na 21ª rodada, mas foi adiado devido à ventanias fortes

Estadão Conteudo

16 Maio 2017 | 10h18

O Campeonato Espanhol poderá sofrer uma reviravolta nesta quarta-feira. Celta e Real Madrid vão entrar em campo na casa do primeiro para disputar partida atrasada, da 21ª rodada, e uma vitória do Real derruba o Barcelona da liderança e coloca o time de Zinedine Zidane na primeira colocação, com três pontos de vantagem, faltando apenas uma rodada para o fim da competição.

Marcada inicialmente para fevereiro, a partida entre Celta e Real havia sido adiada por causa de uma ventania, que causara danos em trecho da arquibancada do estádio de Balaídos. Por precaução, o duelo foi adiado, causando críticas públicas por parte do Real, que queria a realização da partida, para evitar problemas em seu calendário na temporada.

As críticas geraram rápida polêmica, envolvendo também o presidente do Celta e até o prefeito da cidade de Vigo, que reclamou da "pressão" do Real para a realização da partida. Apesar do debate, o duelo acabou sendo adiado e agora se tornou decisivo para o campeonato.

Com a possibilidade de enfrentar um público hostil em Vigo, o técnico Zidane apelou ao profissionalismo do rival, que não disputa mais nada no Espanhol. "O Celta é um time profissional e vai a campo para ganhar. Nada além disso", declarou o treinador.

Zidane descartou excessiva confiança e afirmou que o título ainda não está definido. "Só penso no jogo de amanhã. Estamos preparados. Faltam duas finais e aí acabou o campeonato. Fisicamente estamos bem e desejando que comece logo a partida. Só penso na vitória", disse o treinador.

No momento, Barcelona e Real Madrid estão empatados com 87 pontos cada. Mas, se o campeonato terminasse nesta terça-feira, o time catalão seria o campeão, por levar vantagem no confronto direto, o primeiro critério de desempate no Espanhol. Nesta quarta, porém, a situação pode mudar na tabela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.