1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Apesar de gol salvador, Pabon deve deixar o São Paulo no fim do mês

Fernando Faro - O Estado de S.Paulo

03 Junho 2014 | 06h 52

Alto salário e futebol aquém do esperado devem fazer clube desistir de novo empréstimo junto ao Valencia. Destino deve ser o México

SÃO PAULO - Nem mesmo o gol marcado contra o Atlético-MG que garantiu o São Paulo na quarta posição do Campeonato Brasileiro durante a pausa para a Copa do Mundo deve garantir a permanência de Dorlán Pabon no segundo semestre. O alto salário e o rendimento abaixo do esperado devem fazer que o clube não exerça a cláusula de renovação automática do empréstimo com o Valencia. O vínculo atual se encerra em 30 de junho.

A diretoria e Muricy Ramalho tentam se esquivar para falar sobre o aleta, mas a tendência é que ele volte para a Espanha ou até mesmo seja emprestado para o Monterrey, do México, clube que defendeu antes de se transferir para a Europa.

Rubens Chiri/Divulgação
Pabon fez o gol da vitória do São Paulo no duelo com o Atlético-MG, no último sábado

Contratado por indicação de Muricy Ramalho, o atacante marcou apenas dois gols e não conseguiu uma sequência de jogos. Escalado ora na ponta direita e ora mais recuado no lugar de Ganso, não conseguiu atuar mais próximo da área.

Por enquanto, o jogador não fala sobre o possível adeus e apenas comemora o gol que deu a vitória ao Tricolor contra o Galo. A definição sobre seu futuro deve acontecer rapidamente, mas as chances de uma reviravolta são bastante remotas.

"A vitória nos deixou mais tranquilos. Era importante terminar essa primeira parte entre os primeiros colocados. E foi muito bom poder marcar o gol que ajudou a equipe", disse o atacante ao site oficial do clube.