Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Após clássico, Palmeiras começa semana em alerta para evitar nova eliminação

Time decide vaga na Copa do Brasil e reencontra algoz no Allianz Parque nesses próximos dias

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 Maio 2017 | 07h00

A derrota no clássico para o São Paulo, no sábado, por 2 a 0, mexeu com a importância da Copa do Brasil dentro do Palmeiras. Como o time decide vaga nas quartas de final do torneio na próxima quarta-feira, contra o Inter, continuar manter vivo na competição mata-mata se transformou em um ingrediente importante para evitar que o ambiente do elenco tenha momentos mais turbulentos.

O revés no Morumbi, onde o time caiu por 2 a 0 diante do São Paulo no último sábado pelo Campeonato Brasileiro, deixou o Palmeiras com duas derrotas em três rodadas pela competição e perto das últimas posições na classificação. Apesar de a prioridade do clube no ano ser a disputa da Copa Libertadores, a competição sul-americana só volta ao calendário em julho. Por isso, neste momento, a Copa do Brasil virou a chance de dar a volta por cima.

"Foi um tropeço, mas agora vamos aproveitar os próximos dias para corrigir o que deve, porque tem jogo quarta-feira. Estamos vindo de bons resultados. Nos classificamos para a Libertadores. Agora é levantar a cabeça porque quarta tem decisão para vencer", disse o atacante e capitão Dudu, se referindo ao confronto da próxima quarta-feira contra o Inter, às 21h45. no Beira-Rio, pela volta das oitavas de final da competição nacional.

Como a Copa do Brasil deste ano termina em outubro, é a chance mais próxima de o Palmeiras garantir o primeiro título do ano. E avançar nesta quarta-feira também significará evitar a segunda eliminação no ano, depois de a equipe alviverde ter sido surpreendida pela Ponte Preta nas semifinais do último Paulistão.

E o mata-mata com o Inter começou no Allianz Parque com vitória alviverde por 1 a 0 e tem como ingrediente favorável para quarta a crise do adversário. A equipe gaúcha demitiu neste domingo o técnico Antônio Carlos Zago após derrota para o Paysandu, também sofrida no sábado, pela Série B do Brasileiro. O time tentará reverter o confronto com um técnico interino no comando: Odair Hellmann.

A semana palmeirense também será complicada pelo adversário difícil no fim de semana. No Allianz Parque, no domingo, a equipe recebe o último adversário que lhe derrotou na arena, o Atlético-MG, que ainda está sem vencer neste Brasileiro. A última visita do time ao Palmeiras foi em julho do ano passado, quando ganhou por 1 a 0. Desde então, o alviverde não perdeu mais no estádio. Atualmente a série é de 24 partidas de invencibilidade em sua casa.

"Não somos máquina. Não é sempre que vamos ganhar. Sabemos do nosso potencial e temos, além do Campeonato Brasileiro, mais duas competições importantes com real chance de título", disse o atacante Willian depois da derrota para o São Paulo, no sábado. "Precisamos ter a nobreza de saber perder e administrar a derrota", pediu o técnico Cuca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.