Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Após cogitar volta à Colômbia, Borja afirma que 'cabeça está no Brasil'

'Estou feliz no Palmeiras', explica o atacante colombiano, esclarecendo sua entrevista anterior

O Estado de S.Paulo

28 Outubro 2017 | 16h37

Depois de conceder uma entrevista à rádio Caracol e afirmar que poderia retornar à Colômbia, pois havia tido contato com o presidente do Atlético Nacional, o atacante Borja afirmou que foi suas palavras foram mal interpretadas.

+ Palmeirense Borja não descarta voltar à Colômbia em 2018

+ Para Evair, clássico entre Corinthians e Palmeiras virou uma decisão

+ Vitória diante do Cruzeiro garante melhor sequência do Palmeiras

+ Leia mais notícias sobre o Palmeiras

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

“Quando fui questionado se voltaria ao Nacional, disse que naturalmente algum dia gostaria de voltar ao lugar onde ganhei muitas coisas e tive muitas alegrias, mas falo sobre futuro, pois meu presente é o Palmeiras, e minha prioridade é poder triunfar aqui. Estou feliz no Palmeiras”, declarou o colombiano ao site Globoesporte.com.

"Minha cabeça está no Brasil e estou concentrado, como todo o grupo, nesta fase final do Brasileiro, pois ainda temos boas chances de alcançar coisas grandes", completou o atacante.

Na quinta-feira, o jogador afirmou estar disposto a defender o Atlético Nacional, onde venceu a Libertadores, ou o Junior Barranquila, seu time do coração. Na entrevista, o colombiano afirmou que estava jogando pouco.

Após a demissão de Cuca, Borja ganhou espaço com o interino Alberto Valentim. Depois de se tornar a primeira opção no banco de reservas, virou titular com a contusão de Willian. Fez um gol na vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta, encerrando um jejum de quatro meses sem marcar, e foi mantido na equipe que venceu o Grêmio por 3 a 1. Para segunda-feira, contra o Cruzeiro, Borja foi o único jogador confirmado como titular pelo treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.