Nilton Fukuda / Estadão
Nilton Fukuda / Estadão

Após empate do São Paulo no Morumbi, Cueva abre polêmica com Rodrigo Caio

Meia rebateu declarações de zagueiro durante a semana

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

09 Setembro 2017 | 22h27

Logo após o empate do São Paulo por 2 a 2 diante da Ponte Preta, neste sábado, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pelo Campeonato Brasileiro, o meia Cueva se negou a atender os jornalistas com uma afirmação: "Falem com o Rodrigo Caio". A afirmação do peruano, que ficou no banco de reservas e só entrou no final da partida, fazia referência à entrevista coletiva do zagueiro, concedida durante a semana, na qual afirmava que Cueva precisava se ajudar.

O técnico Dorival Junior negou problemas de relacionamento entre os jogadores. "Grupo rachado não existe. Viu um grupo querendo resultado. A partir do pênalti e da expulsão, o jogo mudou completamente. Vi uma equipe tendo todas as iniciativas. Esse problema, se aconteceu, será tratado internamente", afirmou o treinador em entrevista coletiva no Morumbi.

O atacante Marcos Guilherme, que teve atuação discreta, também negou problemas de relacionamento entre os atletas. Após a partida, o zagueiro não quis conceder entrevista.

Dorival Junior já vinha ensaiando barrar o peruano nos últimos jogos. A apatia no ataque e a falta de comprometimento na marcação justificaram a saída do meia, que costuma ter boas atuações na seleção peruana. O substituto Lucas Fernandes, cria do Centro de Formação de Cotia e que fez apenas a sua quarta partida como profissional neste sábado, seguiu à risca as orientações táticas e boa atuação, apesar do empate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.