Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Após empate, Zago elogia atuação do Inter e só reclama de erros na bola parada

Apesar de 2 a 2 com o Novo Hamburgo em pleno Beira-Rio, treinador mostra satisfação com o futebol apresentado por sua equipe

Estadao Conteudo

01 Maio 2017 | 09h10

O técnico Antônio Carlos Zago saiu de campo satisfeito com a atuação do Internacional no último domingo, mesmo com o empate por 2 a 2 em pleno Beira-Rio, que deixa o Novo Hamburgo a uma vitória em casa de ser o novo campeão gaúcho. Para o treinador, no entanto, o time colorado foi superior e merecia ter saído com a vitória.

"Acima de tudo, fizemos uma boa partida, até porque a equipe propôs bem o jogo. Talvez, no primeiro tempo, estávamos errando na saída de bola, até porque não tínhamos os jogadores abertos como trabalhamos durante a semana. No segundo tempo, aconteceu com mais frequência, a equipe tinha uma saída de bola melhor, sem proporcionar o contra-ataque", considerou.

O Inter esteve atrás no placar em duas oportunidades, mas em ambas foi buscar o empate. Os dois gols sofridos, aliás, irritaram o treinador, até porque aconteceram em falhas da defesa em lances de bola parada. Para ele, o Novo Hamburgo só levou perigo neste tipo de jogada.

"O Novo Hamburgo não teve nenhuma jogada perigosa, na qual o Keiller tenha feito uma grande defesa. Tivemos um volume maior. Fico triste porque levamos gols de bola parada. Treinamos a semana toda e tivemos erros nos dois gols", lamentou.

Diante destas considerações, Zago prometeu que o Inter entrará com a mesma postura no jogo de volta, semana que vem. "Para a semana que vem, não muda nada. Partimos da estaca zero. Mesmo jogando fora de casa, vamos jogar como se fosse em casa, com apoio da torcida. A maioria da torcida vai ser do Inter. Estamos do mesmo jeito que iniciamos este jogo. As duas equipes têm 50% para ganhar este título."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.