Após empate, Zago minimiza vaias da torcida e elogia desempenho do Inter

Equipe colorada empatou com o ABC de Natal por 1 a 1 em casa

Estadão Conteúdo

21 Maio 2017 | 11h18

O Internacional sofreu seu primeiro tropeço na Série B do Campeonato Brasileiro no último sábado. Em casa, a equipe não passou de um empate diante do ABC por 1 a 1, resultado que revoltou os torcedores, que vaiaram a equipe, protestaram e pediram a saída do técnico Antônio Carlos Zago. O comandante colorado, no entanto, minimizou o comportamento.

"Procuro não ouvir muito as vaias. Eles (torcedores) têm o direito de dizer o que bem entendem. A pressão é desde o início do ano, é um clube grande na Série B. Quando cheguei aqui, já davam o Grêmio praticamente como campeão do Gauchão. O Grêmio nem na final chegou, quem chegou foi o Inter, independente do resultado na final", afirmou.

Apesar do resultado decepcionante em casa, Zago viu pontos positivos na equipe. O treinador avaliou que o Inter criou bastante oportunidades e poderia ter saído com a vitória se tivesse mais calma na hora de finalizar. Por isso, considerou que o desempenho não foi de todo mal.

"A equipe foi bem superior ao ABC, criou inúmeras chances de gol. Volta aquela máxima: quem não faz, toma. Na única chance real que eles tiveram, em uma descida pelo lado direito, acabaram chegando ao gol. Tinham chegado só em bola aérea, parada, alguns escanteios. Esperávamos o resultado positivo", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.