1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Após entrar na zona de rebaixamento, Fluminense demite Luxemburgo

O Estado de S. Paulo

11 Novembro 2013 | 17h 25

Técnico entra para a lista de dispensados no ano pelo clube carioca

RIO - Vanderlei Luxemburgo foi demitido da comissão técnica do Fluminense. A informação foi confirmada pelo presidente do clube, Peter Siemsen, na tarde desta segunda-feira, quando se reunia com o presidente da Unimed, principal patrocinadora do Flu. O desligamento vem após uma derrota por 1 a 0 contra o Corinthians no domingo que, combinada ao empate do Vasco com o Santos, deixou o time tricolor na zona de rebaixamento. O Fluminense espera anunciar o sucessor de Luxa nas próximas horas e tem Caio Júnior na lista de mais cotados. 

O técnico já vinha balançando no cargo nas últimas semanas, principalmente depois da derrota no clássico contra o Flamengo, no dia 3 deste mês, no Maracanã. A demissão era praticamente certa, mas o patrocinador do clube bancou a permanência do treinador. A contragosto do presidente, Luxemburgo ganhou nova chance. Mas a nova derrota, contra o Corinthians, e a queda na tabela fizeram a diretoria rever a manutenção do técnico.

Luxemburgo assumiu o Fluminense após a saída de Abel Braga, em julho. Ele tinha sido demitido do Grêmio no mês anterior, após não conseguir fazer a equipe engrenar no Campeonato Brasileiro e fracassar na Libertadores. Em sua passagem pelo Fluminense, o treinador conquistou apenas sete vitórias em 26 jogos, com nove empates e dez derrotas, um aproveitamento de apenas 38,46%. Isso levou o time para a zona de rebaixamento do Brasileirão. Para se ter uma ideia, no Grêmio Luxemburgo teve um aproveitamento de 52%, com 13 vitórias, oito empates e nove derrotas em 30 jogos.

Confira comunicado oficial do clube:

Por decisão do presidente Peter Siemsen, o técnico Vanderlei Luxemburgo não permanecerá no cargo de treinador do Fluminense. Já comunicado oficialmente pelo próprio mandatário tricolor, Vanderlei Luxemburgo deixa o comando do time nesta segunda-feira, 11.

O Fluminense agradece o empenho do treinador e de sua comissão técnica.

Comunicação Institucional FFC