Divulgação
Divulgação

Após 'escapar' do São Paulo, Dudu quer marcar contra rival

Atacante do Palmeiras mira gol em clássico na arena do clube

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

25 Março 2015 | 07h00

Na primeira entrevista como jogador do Palmeiras, o atacante Dudu deixou de lado o tom diplomático e foi direto. "Se fizer um gol, espero que seja contra o São Paulo ou contra o Corinthians e que possa comemorar assim, com um chapéu", disse o ex-gremista. 

Dudu estava se referindo ao interesse que ele havia despertado nos grandes de São Paulo – ele chegou a afirmar que gostaria de atuar pelo Corinthians – antes de acertar com o Palmeiras. Foi um "chapéu", gíria futebolística para uma vitória em uma negociação. Depois de entrar apenas no final do jogo contra o Corinthians e passar em branco, Dudu tem nova chance nesta quarta-feira de cumprir a promessa, pelo Campeonato Paulista

O Dínamo de Kiev, da Ucrânia, acertou com o São Paulo e na hora de fechar o contrato, Dudu pediu R$ 400 mil de salário, e o Tricolor desistiu. O jogador fez isso, porque o Palmeiras apareceu com uma proposta melhor para ele, embora o salário fosse menor (R$ 300 mil). 

A contratação de Dudu acirrou ainda mais a rivalidade entre São Paulo e Palmeiras. Pouco depois, o Tricolor contratou Jonathan Cafu, que também negociou com o Palmeiras.

Dentro de campo, o atacante vem justificando o interesse que havia despertado nos rivais. Autor do gol da vitória contra o São Bento, pela quinta rodada, acumula boas atuações. O técnico Oswaldo de Oliveira, no entanto, quer um pouco mais do atacante. 

"Nosso momento é o da equipe ir crescendo. Vejo o Arouca melhor, a defesa mais sólida. Precisamos de mais agressividade no ataque, e estamos buscando isso. Com a evolução natural, jogo após jogo, vamos conseguir".

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Dudu Campeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.