1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Após massacre em BH, jogadores alemães ganham folga

Mateus Silva Alves - enviado especial a Santa Cruz Cabrália - O Estado de S. Paulo

09 Julho 2014 | 16h 22

Logo após vencer a semifinal de goleada, os jogadores germânicos ganharam a quarta-feira de folga na Bahia

Um dia depois de impor à seleção brasileira a maior derrota de sua história, a Alemanha ganhou de presente uma folga. Os jogadores alemães passaram o dia descansando no Campo Bahia, centro de treinamento construído especialmente para eles na vila de Santo André, em Santa Cruz Cabrália, litoral sul da Bahia, e só voltarão a treinar nesta quinta-feira, a quatro dias da final da Copa do Mundo.

Logo depois do massacre sobre o Brasil, Joachim Löw disse que a sua prioridade nos dias que antecedem a decisão é fazer um trabalho de recuperação. E o treinador não se referiu apenas à recuperação física, mas também à mental. Ele acha que existe o risco de a equipe se empolgar demais com a goleada de quarta-feira e acreditar que está com o título mundial praticamente ganho.

Embora tenha tomado o maior cuidado para não soar desrespeitoso com a seleção brasileira, o técnico da Alemanha afirmou depois do jogo que certamente na decisão da Copa seu time não encontrará tantas facilidades quanto no Mineirão.

Marcus Brandt/EFE
Müller, autor do primeiro gol alemão, comemorou a vitória no gramado do Mineirão até mais tarde

"Percebemos que o Brasil, especialmente quando se viu perdendo por 2 a 0, passou a se livrar da bola e a deixar muito espaço no meio de campo. Nós só tivemos de manter a calma e aproveitar", disse Löw.

Nesta quinta-feira, a Alemanha fará no Campo Bahia o primeiro dos três treinamentos que vai realizar até a final. Certamente será um trabalho leve, pois Löw considera que seu time já fez muitas atividades de alta intensidade ao longo da competição e que o momento é de poupar energia para a decisão do título mundial.

Copa 2014