1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Após morte de torcedor, CBF interdita preventivamente Estádio do Arruda

AE - Agência Estado

03 Maio 2014 | 15h 12

Paulo Ricardo Gomes da Silva, de 26 anos, foi atingido por vaso sanitário atirado da arquibancada

RECIFE - A morte de um torcedor após o empate por 1 a 1 entre Santa Cruz e Paraná, na última sexta-feira à noite, pela Série B do Campeonato Brasileiro, fez a CBF agir neste sábado. Em resposta à tragédia ocorrida no Arruda, no Recife, a entidade decidiu interditar de maneira preventiva o estádio.

"Considerando o grave incidente ocorrido na noite de ontem no Estádio do Arruda e arredores, em Recife, após o encerramento da partida Santa Cruz x Paraná, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série B, do qual resultou uma vítima fatal, a CBF, através das suas Diretoria de Competição e Diretoria Jurídica, vem pelo presente ato administrativo, interditar o Estádio do Arruda até que o processo relativo ao incidente seja apreciado pelo STJD", explicou a nota assinada pelo diretor de competições, Virgilio Elísio da Costa Neto, e o diretor jurídico, Carlos Eugênio Lopes.

Depois do apito final do confronto de sexta, um homem identificado como Paulo Ricardo Gomes da Silva, de 26 anos, foi atingido por um vaso sanitário atirado da arquibancada quando passava em frente ao portão 6 do Arruda, destinado à torcida adversária. Nenhum suspeito foi identificado.

Paulo Ricardo Gomes da Silva era torcedor do Sport e estava no Arruda para apoiar o Paraná, já que as torcidas organizadas de ambas as equipes são aliadas. Ao fim da partida, uma briga entre as torcidas do Paraná e do Santa Cruz foi iniciada nos arredores do estádio, quando aconteceu a fatalidade.

Ainda não há a informação de quantos jogos o Santa Cruz terá que fazer longe de seu estádio. A próxima partida que estava marcada para o Arruda aconteceria já no próximo sábado, diante do Luverdense.