1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Após noitada e faltas em treinos, Adriano rescinde com o Atlético-PR

AE - Agência Estado

11 Abril 2014 | 21h 09

Anúncio da saída do jogador foi feita por meio do site oficial do clube

Atualizado às 21:30

CURITIBA - Quatro partidas oficiais, sendo duas como titular, um jogo completo, um gol e duas eliminações. Foi o que durou a passagem de Adriano pelo Atlético Paranaense, em mais um capítulo mal sucedido da tentativa de retomada da carreira do centroavante, que há oito anos, na Copa do Mundo de 2006, era um dos integrantes do quarteto mágico de Carlos Alberto Parreira.

O anúncio da saída do jogador foi feito a partir de um breve comunicado no site do Atlético-PR. "O atacante Adriano não faz mais parte do quadro de funcionários do Atlético Paranaense. A decisão foi tomada em comum acordo entre atleta e clube em reunião já previamente agendada que aconteceria ao final da participação do clube na Libertadores. O Atlético deseja sorte ao jogador Adriano em seus próximos projetos."

Por meio do Twitter, Adriano agradeceu o Atlético Paranaense e disse que cumpriu seu objetivo. "Gente, estou postando aqui minha gratidão pelo Atlético. O objetivo da minha ida ao clube foi cumprido e hoje estou de volta aos campos. Minha passagem pelo time foi muito gratificante. Agora vamos dar sequência no que mais gosto de fazer: jogar bola! Fiquem com Deus", escreveu o jogador.

Adriano estava insatisfeito na reserva do Atlético Paranaense, mas foi titular em dois jogos importantes da equipe. Esteve em campo, pelo time B, na vexatória eliminação pelo Maringá no Campeonato Paranaense. Na terça, foi titular os 90 minutos contra o The Strongest. Até fez um gol, mas também não evitou a eliminação na Libertadores.

Na quinta-feira, Adriano faltou à reapresentação do elenco. À noite, curtiu um show da cantora Anitta, em Curitiba. De acordo com os relatos da imprensa paranaense, saiu tarde do local. Nesta sexta, novamente não apareceu para treinar.

Até chegar ao Atlético, Adriano não disputava uma partida oficial desde março de 2012, quando estava no Corinthians, que posteriormente rescindiu o seu contrato. No mesmo ano, o atacante tentou retornar ao futebol pelo Flamengo, mas precisou passar por uma cirurgia no pé esquerdo e depois acabou sendo dispensado em razão das seguidas faltas ao clube.

Dizendo que tentava se afastar dos problemas extracampo que o atrapalharam nos últimos anos, o atacante realizou intensos trabalhos físicos nas primeira semanas em Curitiba, ainda em dezembro, perdeu peso e, mesmo após faltar a alguns treinamentos, assinou contrato para defender o clube. Entre a assinatura e a rescisão, porém, passaram apenas dois meses exatos.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo