Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Após ofensas racistas, Grêmio suspende organizada

Futebol

Esportes

futebol

Após ofensas racistas, Grêmio suspende organizada

Depois de repetir cânticos ofensivos, torcida Geral está impedida de 'utilizar as marcas de propriedade intelectual do clube'

0

Estadão Conteúdo

01 Setembro 2014 | 20h16

O lamentável episódio de racismo envolvendo o goleiro Aranha, no duelo contra o Santos na semana passada, e a repetição de cânticos da torcida utilizando a palavra "macaco" na vitória de domingo sobre o Bahia, fizeram a diretoria do Grêmio agir. Nesta segunda-feira, o clube anunciou a suspensão da torcida organizada Geral do Grêmio por "tempo indeterminado".

Os torcedores da organizada foram identificados como culpados pelos cantos do último domingo, já que a tradicional música cantada pelas arquibancadas com os dizeres "olha a festa macaco", em provocação ao rival Internacional, é de autoria da Geral. Para evitar que o clube seja punido, a diretoria decidiu se mexer e ela própria aplicar uma punição nesta parte da torcida.

Após a partida de domingo, o presidente do clube, Fábio Koff, chegou a dar entrevista para repudiar o comportamento desta organizada. Segundo ele, os cânticos entoados domingo, logo na partida seguinte ao problema envolvendo o goleiro Aranha, foram uma ação proposital destes torcedores. Na quarta, a equipe será julgada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode até ser excluída da Copa do Brasil.

De acordo com nota oficial divulgada nesta segunda, a torcida organizada Geral do Grêmio também está impedida de "utilizar as marcas de propriedade intelectual do clube". A diretoria ainda explicou que está tentando identificar os torcedores responsáveis pelos cantos e pode puni-los, mas por enquanto eles não estão impedidos de ir ao estádio, apenas de utilizar a marca da torcida.

O clube ainda agradeceu e exaltou o comportamento do restante da torcida em meio à campanha para acabar com o racismo no estádio. "Aos torcedores, jogadores e funcionários do Grêmio e integrantes das demais torcidas organizadas, agradecemos pelo apoio e engajamento que sempre emprestaram às campanhas de conscientização realizadas pelo clube, especialmente no jogo do último domingo."

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.