1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Aranha sofre ofensas racistas de gremistas e desabafa: 'Dói muito'

Paulo Favero - O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 22h 21

Goleiro reclama ter sido xingado de 'preto fedido' por torcedores gaúchos durante jogo da Copa do Brasil em Porto Alegre

No final da partida contra o Grêmio, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, o goleiro santista Aranha foi alvo de mais um episódio lamentável para o futebol brasileiro. O goleiro sofreu insultos racistas de um grupo de torcedores na reta final da vitória por 2 a 0 sobre o time gaúcho, em Porto Alegre, e saiu de campo indignado. Imagens da tevê mostraram claramente uma mulher chamando o atleta de "macaco".

"Eu estava no gol e a torcida começou a xingar de 'preto fedido', 'cambada de preto', essas coisas. Fiquei nervoso, mas estava me segurando. Foi aí que começou um pequeno coro de ''macaco''. Mandei o câmera filmar, mas quando ele foi mostrar já tinha acontecido. Fico puto, com o perdão da palavra, e dói muito", disse, bastante chateado.

Aranha estava revoltado e as imagens da televisão mostram parte da torcida xingando o jogador de "macaco". "O pior é que fui falar com o juiz (Wilton Pereira Sampaio) sobre isso e ele falou que eu estava provocando a torcida adversária. Sou preto sim, e se isso é insultar, não sei mais nada. Claro que não são todos os torcedores que fazem isso na Arena Grêmio, mas sempre tem alguns racistas aqui no meio", continuou.

O goleiro do Santos, fundamental na vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio pela Copa do Brasil, acha que mais do que fazer ocorrência é importante tornar pública a insatisfação com a postura racista dos torcedores. "Já estou dando o recado para ficarem espertos na próxima partida aqui. Tem leis sobre isso, existe campanha no futebol para combater isso, e a gente sabe que o torcedor usa de várias maneiras para desestabilizar o adversário. Dói muito, mas tive de fazer minha parte e reagir", concluiu.

Pedro H. Tesch/Brazil Photo Press
Goleiro reclamou dos atos racistas na Arena Grêmio

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo