1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Arbitragem da Fifa comemora 'Copa com mais futebol'

Jamil Chade e Marcio Dolzan - O Estado de S. Paulo

11 Julho 2014 | 15h 55

Chefe de arbitragem da Fifa comemora o fato de ser uma Copa com menos faltas e maior tempo de bola rolando durante as partidas

O chefe de arbitragem da Fifa, Massimo Busacca, comemorou nesta sexta-feira o que chamou de "uma Copa do Mundo com mais futebol". Segundo ele, a média de bola rolando nas 62 partidas realizadas até o momento é de 56 minutos por jogo, quatro minutos a mais do que o Mundial da África do Sul.

De acordo com Busacca, a partida entre Espanha x Austrália, pela terceira rodada da Copa do Mundo, foi a que registrou o maior tempo de bola rolando, com 64 minutos. Vale ressaltar que o jogo serviu apenas para cumprir tabela, já que as duas seleções entraram em campo já eliminadas.

Já a partida entre Brasil e Colômbia, pelas quartas de final da Copa, foi o jogo em que a bola menos rolou - apenas 39 minutos. O confronto ficou marcado como um dos mais violentos do Mundial, sob a arbitragem leniente do espanhol Carlos Velasco Carballo.

Ballesteros/EFE
"Foram tomadas 1.858 decisões, quase 200 decisões a menos do que em 2010", disse Busscca

Para Busacca, o aumento do tempo de bola em jogo se deve ao fato desta Copa do Mundo ter registrado menos infrações por partida. "Foram tomadas 1.858 decisões, quase 200 decisões a menos do que em 2010", destacou, apontando ainda que já foram marcados 30 gols a mais do que na África do Sul.

Ex-árbitro, Busacca falou ainda sobre as críticas referentes a simulações e poucos cartões amarelos. "O que pedimos aos árbitros é que entendam de futebol, que tipo de jogo se tem hoje em dia, e que deixem o jogo rolar o máximo possível", disse. "Não houve orientação para não dar mais cartões."

Copa 2014