1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Argentino Rojo se encaixa na formação do Manchester United, diz Van Gaal

REUTERS

22 Agosto 2014 | 14h 33

O técnico do Manchester United, Louis van Gaal, revelou nesta sexta-feira que as atuações do novo reforço Marcos Rojo pela Argentina na Copa do Mundo o convenceram de que o defensor se encaixa perfeitamente na nova formação utilizada por ele no time inglês.

Rojo, que fez seis jogos pela Argentina no Mundial do Brasil, foi apresentado como novo jogador do United em uma entrevista coletiva após ser contratado do time português Sporting Lisboa por 20 milhões de euros (26,6 milhões de dólares) na quarta-feira.

Van Gaal, que perdeu seu primeiro jogo oficial à frente do time de Old Trafford por 2 x 1 para o Swanea City, em casa, no sábado, exaltou a chegada de Rojo e disse que o lateral vai se encaixar bem na nova formação 3-5-2 da equipe.

"Eu o enfrentei na Copa do Mundo quando jogamos contra a Argentina, então tive a chance de analisá-lo", disse o holandês, que levou seu país ao 3º lugar no Mundial do Brasil.

"Minha filosofia é só comprar jogadores que se encaixam no perfil, e acho que Marcos se encaixa como um zagueiro pelo lado esquerdo, e também como lateral-esquerdo. Ele jogou como lateral-esquerdo pela Argentina na Copa do Mundo, mas como zagueiro pelo Sporting. Ele foi fantástico na Copa do Mundo, então estou muito satisfeito."

Rojo tem 28 partidas pela seleção da Argentina, marcando seu único gol na vitória de 3 x 2 sobre a Nigéria na primeira fase do Mundial. Ele esteve em campo pela última vez pela Argentina na final da Copa do Mundo, no Maracanã, quando o time perdeu por 1 x 0 para a Alemanha.

Após negociações complicadas, em que o defensor de 24 anos se recusou a treinar no Sporting e que envolveram a ida do meia Nani do United para o time português por empréstimo, Rojo disse que estava feliz por finalmente chegar a seu novo clube.

"Estou muito contente de estar aqui, e farei o melhor que puder pelo clube. A transferência foi um pouco longa e complicada, mas o mais importante é que estou aqui agora, e estou muito feliz."

Rojo ainda precisa receber visto de trabalho, e por isso ainda não pode defender a equipe.

(Reportagem de Sam Holden)

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo