1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Artilheiros funcionam e São Paulo derrota o CSA na Copa do Basil

Fernando Faro - O Estado de S. Paulo

10 Abril 2014 | 00h 06

Pato faz um gol em sua estreia diante da torcida eLuis Fabiano se torna o 3.º maior goleador do clube

SÃO PAULO - Alexandre Pato é bom de estreias. No seu primeiro jogo no Morumbi, o atacante correspondeu às expectativas e abriu o caminho para o São Paulo bater o CSA por 3 a 0 – Luis Fabiano completou o placar – e colocar o São Paulo na próxima fase da Copa do Brasil. O Tricolor agora encara o CRB na próxima fase.

Antes de o jogo começar a dúvida era qual seria a recepção ao time, que duas semanas atrás foi eliminado em casa pelo Penapolense no Campeonato Paulista, e ao atacante, recém-chegado de um rival e ainda visto sob desconfiança. Seria Pato o mesmo jogador desligado da sua passagem opaca pelo Corinthians ou mostraria que seu inegável talento não está adormecido?

O JOGO

Logo no início veio o primeiro indício de que a história podia ser diferente. Pato trocou empurrões com Pedro Silva e não se intimidou; com dedo em riste, discutiu asperamente com o adversário, fruto talvez da compreensível tensão depois de tanto tempo dedicados apenas a treinamentos.

Aos 19, a explosão. Maicon acertou passe milimétrico que encontrou Pato, que só teve o trabalho de tocar para o fundo do gol. Ao ver a bola morrer timidamente na rede, o atacante deu um bico na timidez e comemorou com raiva, parecia exorcizar os fantasmas que assombram sua carreira. E teve o nome cantado a plenos pulmões pelos mais de 28 mil torcedores presentes.

Mas se Pato jogou bem em sua estreia no Morumbi, não dá para dizer o mesmo dos seus companheiros. Nem mesmo as duas semanas dedicadas apenas a treinamentos foram capaz de dar uma cara ao time. Em que se pese a mudança tática promovida pela entrada do novo atacante, o rendimento da equipe deixou a desejar.

Mesmo jogando contra um adversário tecnicamente inferior, não foram poucas as vezes em que o São Paulo se viu ameaçado e Rogério Ceni precisou trabalhar mais do que o imaginado. A equipe alagoana poderia ter ido para o intervalo com o jogo empatado.

A proposta de colocar Ganso pela direita funcionou parcialmente. Em alguns momentos o meia parecia perdido e sem saber que faixa de campo ocupar. Osvaldo também sofreu, isolado na esquerda, e esteve longe das boas atuações das últimas partidas.

Ainda assim não foi preciso muito esforço para transformar em gols as poucas oportunidades criadas, especialmente quando se tem um jogador com o calibre de Luis Fabiano.

Em dois lances de cabeça - um, em cobrança de falta de Pato, outro após cruzamento de Alvaro Pereira – o atacante deixou sua marca, chegou aos 189 gols e se igualou a Teixeirinha como terceiro maior artilheiro da história do clube. Festa da torcida, com direito a gritos de olé – um exagero.

Não foi uma exibição primorosa, mas ao menos o torcedor teve um reencontro feliz com o time. É preciso melhorar muito, mas poder contar com Pato dá a Muricy mais uma arma para recolocar o São Paulo na rota dos títulos de expressão.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 3 x 0 CSA

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antonio Carlos e Alvaro Pereira; Souza, Maicon (Wellington) e Ganso (Boschilia); Osvaldo (Pabon), Pato e Luis Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho.

CSA - Pantera; Pedro Silva, Léo Bahia, Roberto Dias e Mineiro; Charles Vagner, Lucas (Jerson), Jeferson Maranhense e Daniel Costa; Jean Carioca (Santos) e Diego Clementino (Dinei). Técnico: Marlon Araújo.

GOLS - Alexandre Pato, aos 19 minutos do primeiro tempo. Luis Fabiano, aos 32 e aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Lucas, Diego Clementino, Jeferson Maranhense, Ganso.

ÁRBITRO - Diego Almeida Real.

RENDA - R$ 309.043,00.

PÚBLICO - 28.742 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo