1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Atacante do The Strongest diz que vitória é histórica

- Atualizado: 18 Fevereiro 2016 | 00h 24

Time boliviano não ganhava fora de casa no torneio desde 82

Os jogadores do The Strongest pareciam não acreditar que ganharam do São Paulo no estádio Pacaembu pela Copa Libertadores. Ao fim do triunfo por 1 a 0 nesta quarta-feira, os jogadores do time boliviano se ajoelharam no gramado para uma oração e, na saída do vestiário, demonstravam felicidade e até um certo espanto por terem conseguido um feito incomum na trajetória do clube: ganhar fora de casa pelo torneio.

"O nosso nome fica na história. A gente sabia que era um jogo em que a história e a tradição pesavam contra nosso clube. Só o nosso elenco e o técnico acreditavam que a vitória era possível", afirmou o atacante Pablo Escobar. O jogador, que teve passagens por times brasileiros como Ipatinga, Ponte Preta e Santo André, destacou que estava orgulhoso da façanha por ser também torcedor do The Strongest.

Pablo Escobar tem passagens por times brasileiros como Ipatinga, Ponte Preta e Santo André
Pablo Escobar tem passagens por times brasileiros como Ipatinga, Ponte Preta e Santo André

A festa longe de La Paz é algo raro na história do clube. O The Strongest participa pela 22ª vez da competição e há 34 anos não ganhava como visitante. O feito em 1982 foi contra um time do próprio país, o Jorge Wilstermann, em Cochabamba. Apenas outras três vezes a equipe venceu fora de casa. Em 1981 ganhou do Técnico Universitário, no Equador, em 1971 bateu o Chaco Petrolero, da Bolívia, e em 1965, foi à capital equatoriana derrota o Deportivo Quito.

Os atletas da equipe boliviana demoraram para sair do estádio do Pacaembu. No vestiário o elenco comemorou bastante o feito. Na zona mista os jogadores passaram pelos repórteres bastante sorridentes pelo resultado positivo. "Vamos encontrar o São Paulo em La Paz na última rodada. Mas lá são 3,6 mil metros de altitude e vamos saber usar bastante isso", disse o veterano Escobar, de 36 anos.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX