Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

'Até o dia que eu parar vou pensar em seleção', afirma Prass após grande atuação

Goleiro faz grandes defesas em virada palmeirense na Vila Belmiro

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

19 Março 2017 | 21h50

Foi a noite de Fernando Prass. Com defesas precisas, o goleiro do Palmeiras garantiu a vitória de sua equipe por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, evitando gols do Santos tanto no primeiro quanto no segundo tempo no clássico válido pelo Paulistão.

Após a partida, Prass preferiu enaltecer o comportamento da equipe como um todo e destacou o "o bom nível" do Palmeiras neste início de temporada. O time é líder de seu grupo nas duas competições que disputa: a Libertadores e o Palmeiras.

Sobre o resultado no clássico, o goleiro afirmou que a postura do time dentro de campo foi crucial para a vitória na Vila Belmiro. "O Palmeiras partiu para cima, teve atitude e tiveram as mexidas do técnico. Fomos para cima, pressionando o Santos e fomos premiados pela vitória", afirmou o jogador.

Questionado se ainda pensa em uma convocação para a seleção brasileira, o goleiro de 38 anos disse que ainda sonha em defender o Brasil. "Tenho de jogar bem no Palmeiras, tenho contrato até o fim do ano e vou fazer o maior número de jogos possível. Todo o jogador sonha em ir para a seleção e até o dia que eu parar de jogar vou pensar em seleção."

Prass chegou a ser convocado para defender o Brasil na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. Porém, uma contusão no cotovelo o impediu de disputar a competição e, além disso, tirou o jogador do segundo turno do Campeonato Brasileiro do ano passado.

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Fernando Prass

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.