1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Atletas veem grupo brasileiro pronto para possíveis mudanças

Robson Morelli - enviado especial a Teresópolis - O Estado de S. Paulo

20 Junho 2014 | 15h 29

David Luiz e Marcelo comentaram possível saída de Fred e Paulinho

David Luiz e Marcelo entendem o momento da seleção e sua necessidade de tentar coisas novas para ganhar confiança e ter menos dificuldades na Copa. Os jogadores, claro, não entram no mérito do trabalho de Felipão e de suas opções para a partida contra Camarões, segunda-feira, em Brasília, mas admitem que a reação passa também por trocas de jogadores. O mais pressionado, no momento, é o atacante Fred. Foi sobre ele que os jogadores tiveram de responder na entrevista coletiva desta sexta.

David Luiz foi mais duro. Disse que todos os atletas do Brasil entendem o momento e as dificuldades das seleção e que o caminho é o do crescimento da equipe, mesmo em detrimento de um ou outro jogador. "Continuamos acreditando no nosso dia a dia e no nosso sonho. Somos uma equipe humilde, que quer aprender e crescer. Mas também existe a consciência do futebol apresentado até agora. O jogador que sai do time não vai ficar feliz. Mas ele precisa saber o que lhe faltou e tentar recuperar a vaga. Tem de assimilar a mudança e não pode se abater", avisou o zagueiro.

Wilton Junior/Estadão
David Luiz e Marcelo esperam jogo complicado contra Camarões.

Felipão acena com a possibilidade de mexer na formação. Os mais cotados a deixar o time são Fred e o volante Paulinho, que não fizeram boas apresentações contra Croácia e México. A decisão tem pesado no semblante do chefe. Os treinamentos até domingo, véspera do jogo com Camarões, darão a ele uma melhor noção do caminho.

Marcelo preferiu ressaltar as condições de Fred, um amigo leal, de bom coração e um dos líderes do grupo. Entende, no entanto, que a seleção não joga em função dele nem tem nele sua única opção de gol. "Temos de dar passes e entregar a bola para todos os jogadores e não somente para Fred. O trabalho é para todo mundo. E o gol é de todos também. Pensamos no grupo e não somente no Fred", disse o lateral.

Talvez o único que não esteja acostumado com esse entra e sai na time é mesmo Fred, que atua no futebol brasileiro e não passa pelo rodízio que ocorre nas equipes da Europa. Se ele perder a posição, poderá ficar no banco até o fim da Copa. O jeito que Felipão preparou mentalmente esse elenco também vai ajudá-lo a fazer sua escolha sem sofrer tanto ou sem criar melindres. O Brasil, como disseram David Luiz e Marcelo, não vai ganhar a Copa sem sofrimento.

Copa 2014