Nilton Fukuda / Estadão
Nilton Fukuda / Estadão

Atlético-MG anuncia contratação do técnico Oswaldo de Oliveira

Treinador será o terceiro no comando do equipe alvinegra em 2017 e chega com a missão de evitar o rebaixamento

Estadão Conteúdo

26 Setembro 2017 | 10h26

O Atlético Mineiro tem novo técnico. Na manhã desta terça-feira, o clube anunciou a contratação de Oswaldo de Oliveira, o escolhido pela diretoria para suceder Rogério Micale e que chegará com a missão de "salvar" a temporada da equipe, que corre risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O clube não revelou o tempo de contrato firmado com o treinador e outros detalhes do acerto com Oswaldo de Oliveira, algo que deve ser detalhado na tarde desta terça, quando o técnico será apresentado na Cidade do Galo, o CT do Atlético-MG. "O Atlético acertou com Oswaldo de Oliveira. O treinador está a caminho de BH para assinatura do contrato e apresentação à tarde", anunciou o clube em publicação no seu perfil no Twitter.

 

Oswaldo de Oliveira será o terceiro técnico do Atlético-MG em 2017. O clube iniciou a temporada sob o comando de Roger Machado, que posteriormente foi demitido, sendo sucedido por Micale, que acabou perdendo o cargo no último domingo, logo após a derrota por 3 a 1 para a Vitória, no Independência, pela 25ª rodada do Brasileirão.

Em 2017, ainda sob o comando de Roger, o Atlético foi campeão mineiro. O clube, porém, caiu nas oitavas de final da Copa Libertadores para o Jorge Wilstermann e nas quartas de final da Copa do Brasil para o Botafogo, ambos já sob o comando de Micale. Também com o último treinador, o time se classificou para a decisão da Copa da Primeira Liga, que será realizada em outubro.

No Brasileirão, a campanha da equipe é decepcionante, especialmente porque o time foi apontado como candidato ao título antes do início do torneio. O Atlético é o 11º colocado, com 31 pontos, bem mais próximo da zona de rebaixamento - está a três pontos - do que do G6 - está a nove pontos do grupo dos times que se classificam para a próxima Libertadores.

A situação foi decisiva para a queda de Micale, pois o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, tem repetido o discurso de que a classificação para a Libertadores é "obrigação" diante dos investimentos realizados pela diretoria para 2017.

Assim, Oswaldo chega ao Atlético com a missão de recuperar o time, que não vence há três rodadas no Brasileirão. O último trabalho do treinador, de 66 anos, foi no Al-Arabi, do Catar, de onde foi demitido em abril. No Brasil, trabalhou pela última vez em 2016, no Corinthians.

Com um currículo extenso, teve exatamente no clube paulista, no início da sua carreira, as conquistas mais expressivas, do Brasileirão de 1999 e do Mundial de Clubes de 2000. No mesmo ano, também venceu a Copa Mercosul pelo Vasco e o Brasileirão, então denominado Copa João Havelange e que teve a finalíssima disputada nos primeiros dias de 2001.

Além de Vasco e Corinthians, Oswaldo também comandou diversos clubes no Brasil, como Fluminense, São Paulo, Flamengo, Santos, Cruzeiro, Botafogo e Palmeiras, além de ter sido vitorioso no Japão pelo Kashima Antlers. Agora terá o desafio de tentar fazer o Atlético-MG reagir no Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.