Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Atlético-MG sofre, mas vence o lanterna Atlético-GO de virada por 3 a 2 em BH

Time mineiro sai perdendo, mas vira em gol de sorte de Fred e sobe para o 10.º lugar na tabela

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 22h26

O Atlético Mineiro sofreu para vencer o lanterna Atlético Goianiense e chegou a ficar em desvantagem duas vezes na partida disputada no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas conseguiu a virada por 3 a 2. Com o resultado positivo, chegou à 10.ª colocação com 45 pontos, abrindo mais vantagem da zona do rebaixamento e seguindo na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

+ TEMPO REAL: Confira a narração da partida

+ Tabela do Campeonato Brasileiro

O Atlético Goianiense, com 27 pontos, segue na 20.ª e última colocação e já vê os primeiros times fora da zona do rebaixamento distantes. O Vitória, em 16.º lugar, já tem 11 pontos a mais do que os goianos.

O jogo começou movimentado e com um gol do Atlético Goianiense logo aos cinco minutos. Jorginho foi ao fundo e cruzou para Diego Rosa desviar para o gol e abrir o placar. Os mineiros partiram para o ataque em busca da resposta e, depois de alguma pressão, chegaram ao gol em lance polêmico aos 17. Fred subiu para cabecear e foi deslocado pelo zagueiro Gilvan, segundo o árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques. Fábio Santos cobrou bem o pênalti e deixou tudo igual.

O empate deu nova moral ao time da casa, que se lançou ainda mais para frente empurrado pela torcida, mas acabou sendo surpreendido novamente. Aos 26 minutos, Andrigo cobrou falta na barreira. Ele mesmo pegou o rebote e acertou lindo chute no canto esquerdo de Victor.

Para o segundo tempo, o técnico Oswaldo de Oliveira deixou o time mais ofensivo com as entradas de Yago e Luan nos lugares de Adilson e Cazares, respectivamente, e as mudanças logo surtiram efeito. Aos quatro minutos, Marcos Rocha cobrou lateral para a área e o baixinho Luan, de apenas 1,70 metro completou de cabeça para o gol.

A pressão continuou e, aos 19 minutos, Fred recebeu de Robinho e bateu cruzado para virar a partida. A bola ainda desviou em um zagueiro e acabou com qualquer reação do goleiro Klever. Com experiência, o time da casa diminuiu o ritmo do jogo após a virada e soube administrar a vantagem conquistada de forma suada até o apito final.

Os dois times voltam a campo neste domingo, pela 34.ª rodada do Brasileirão. O Atlético Goianiense recebe o Sport no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, enquanto que o Atlético Mineiro visita o Bahia na Arena Fonte Nova, em Salvador.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 3 x 2 ATLÉTICO-GO

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Yago), Elias, Valdívia (Gustavo Blanco) e Cazares (Luan); Robinho e Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO-GO: Klever; Jonathan, William Alves, Gilvan e Breno Lopes; Marcão Silva, Igor (Pedro Henrique), Andrigo (Paulinho), Jorginho e Luiz Fernando; Diego Rosa (Niltinho). Técnico: João Paulo Sanches.

GOLS: Diego Rosa, aos 5, Fábio Santos (pênalti), aos 17, e Andrigo, aos 26 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 4, e Fred, aos 20 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS: Marcos Rocha, Leonardo Silva, Adilson, Cazares, Robinho e Fred (Atlético-MG); Jonathan, Gilvan, Paulinho, Luiz Fernando e Diego Rosa (Atlético-GO).

ÁRBITRO: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR).

RENDA: R$ 110.055,00.

PÚBLICO: 8.204 pagantes.

LOCAL: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.