Atlético-MG tenta vencer Sport e crise

O Atlético-MG tenta vencer o Sport, nesta quarta-feira à noite, em Recife, pela Copa do Brasil, e também a crise que se instalou na equipe após a derrota por 1 a 0 para o Tubarão, no fim de semana, em Santa Catarina, pela Copa Sul-Minas. O presidente do Conselho Deliberativo do clube, Alexandre Kalil, fez uma longa reunião com os jogadores e a comissão técnica, no início da semana, exigindo reação e o fim dos resultados adversos, principalmente diante de equipes que ele considera inferiores ao Alvinegro - o Tubarão é da segunda divisão do Brasileiro. "É uma questão de vergonha na cara", disse Kalil, que, por enquanto, isenta o técnico Levir Culpi de responsabilidade e prefere atribuir as más apresentações à falta de empenho dos jogadores. Com a derrota para o Tubarão, os atleticanos complicaram sua situação na Sul-Minas, na qual somam apenas nove pontos em oito jogos. De acordo com Kalil, para ainda sonhar com a classificação entre os quatro times que passam à próxima fase, o Atlético teria que vencer os sete jogos restantes. Reforço - Para o compromisso na Copa do Brasil, o técnico Levir terá a volta de três importantes jogadores que não atuaram em Santa Catarina, cumprindo suspensão: o goleiro Velloso e os meias Djair e Cleisson. Em compensação, não terá o meia Gilberto Silva e o atacante Marques, que estão com a seleção brasileira para o amistoso com a Islândia. O mais provável é que Levir escale Djair e Cleisson como volantes e Wellington Amorim na frente, ao lado de Guilherme.

Agencia Estado,

05 Março 2002 | 18h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.