Bruno Cantini/CAM
Bruno Cantini/CAM

Atlético-MG treina sem Robinho e Rafael Carioca e Roger faz mistério para quarta

Comandante fechou a atividade desta terça-feira e escondeu a escalação

O Estado de S.Paulo

30 Maio 2017 | 17h54

O Atlético-MG fez mistério na véspera do confronto decisivo diante do Paraná pela Copa do Brasil. Sem o volante Rafael Carioca e o atacante Robinho, o técnico Roger Machado comandou um treino fechado à imprensa nesta terça-feira e escondeu a escalação que entrará em campo no Independência, na quarta, pela volta das oitavas de final do torneio.

Carioca ficou de fora por conta do desgaste muscular, enquanto Robinho apresentou um quadro de virose. Por isso, sequer subiram ao gramado da Cidade do Galo. A tendência é que ambos estejam em campo contra o Paraná, mas eles podem se juntar ao volante Adilson como desfalques para o confronto de quarta.

Além da possível ausência de Carioca e Robinho, é justamente o desfalque certo de Adilson que faz Roger Machado quebrar a cabeça. Nesta terça, ele testou a equipe sem o jogador quando o treino foi fechado à imprensa, mas não revelou a formação que observou.

A dúvida passa por dois esquemas táticos diferentes. Se quiser manter o sistema com três volantes, Yago será o substituto de Adilson. Mas até pela necessidade de marcar gols, há a possibilidade da entrada de mais um meia na equipe. Caso isto aconteça, Otero será a opção.

O Atlético-MG foi surpreendido pelo Paraná e caiu por 3 a 2 na primeira partida das oitavas de final, na semana passada, em Curitiba. Por isso, precisa vencer por um gol de diferença, desde que o placar seja inferior ao do duelo de ida, para avançar às quartas.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Atlético-MG futebol Copa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.