Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Avaí aposta na defesa e surpreende rivais na luta contra o rebaixamento

Diretoria defende continuidade de Claudinei Oliveira para escapar da degola

Aline Torres, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2017 | 07h02

O Avaí é um clube conhecido por seus feitos improváveis. A equipe do técnico Claudinei Oliveira surpreendeu ao vencer o Sport fora de casa na última rodada do Nacional. Ninguém pontuou mais do que o time catarinense no segundo turno, com três vitórias e um empate em quatro partidas. A vitória por 1 a 0 em cima do Sport, no Recife, foi suficiente para tirar a equipe da zona de rebaixamento após 96 dias. Claudinei acredita que a arrancada não deve parar por aí. “Vamos buscar o título do segundo turno. Isso pode não valer nada, mas para a gente é um marco e representa muito”, comentou o treinador.

Ex-técnico do Santos, Claudinei já havia feito um bom trabalho no clube na temporada passada. Depois de assumir o Avaí em situação difícil na terceira rodada do returno da Série B, ganhou 12 jogos e empatou quatro, garantindo o vice-campeonato e a vaga na elite do futebol.

Na campanha deste ano, o Avaí empatou com times grandes do País, como Flamengo, Corinthians e o próprio Santos. Fora de casa, venceu Botafogo e Grêmio, atual vice-líder da competição. Mas Claudinei balançou no cargo na 18.ª rodada, quando o time perdeu por 5 a 0 para o Atlético-PR.

A diretoria resolveu dar um voto de confiança a ele e desde então a equipe não perdeu mais. Como recompensa, o técnico teve o contrato renovado na última semana para continuar lutando pela permanência na primeira divisão. A fórmula, segundo ele, é a consistência tática e defensiva e a efetividade no ataque, que tem aproveitado as chances que surgem.

“A principal característica da nossa equipe é saber sofrer. Sem a bola, temos um comprometimento tático muito bom, compacto, com bloqueios de cruzamentos e finalizações. Por outro lado, quando tem a bola, o time mantém o equilíbrio e espera pela chance de finalizar”, analisou.

Claudinei aposta no elenco mesclado com jovens e jogadores mais experientes, como os meias Marquinhos e Juan (ex-Flamengo e São Paulo) e o zagueiro Betão (ex-Corinthians).

Na visão do treinador, o principal desafio agora é manter a boa fase diante de uma sequência difícil, contra o Atlético-MG, em casa, e o Flamengo, fora. “Agora temos de nos cobrar ainda mais. A responsabilidade só aumenta. Temos de manter o foco. Eu tenho orgulho de comandar esta equipe”, finalizou o técnico.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Claudinei Oliveira Avaí Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.