1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Avaí faz 5 em São Januário e humilha Vasco na Série B

SÍLVIO BARSETTI - Estadão Conteúdo

30 Agosto 2014 | 18h 21

torcida protesta contra jogadores e técnico após derrota para equipe catarinense; Douglas volta a perder uma penalidade máxima

O Vasco foi humilhado pelo Avaí na tarde deste sábado, em São Januário. O time sofreu uma goleada histórica, por 5 a 0, e deixou a zona dos quatro mais bem classificados da Série B do Campeonato Brasileiro. A torcida pediu a saída do técnico Adílson Batista e também protestou contra os jogadores. "Time sem vergonha", gritaram os vascaínos. A equipe carioca ainda perdeu um pênalti quando a desvantagem era de dois gols.

O jogo até que começou equilibrado, com o Vasco tomando a iniciativa de buscar o ataque. Criou duas oportunidades e deu a impressão de que se reabilitaria dos últimos tropeços. O time, no entanto, foi surpreendido quando Diego Jardel cruzou para a área, Pablo ajeitou e Anderson Lopes completou para o gol.

Logo em seguida, ainda no primeiro, tempo, Martin Silva falhou e Diego Felipe ampliou. A torcida do Vasco, então, perdeu a paciência se voltou, primeiro, contra Adílson Batista.

Marcelo Sadio/Vasco
Equipe carioca sofre goleada histórica e ouve protestos

A situação pioraria para a equipe da casa no início do segundo tempo. Antes, um pênalti cometido por Bocão renovou a esperança dos vascaínos. Mas o goleiro Vagner defendeu a cobrança de Douglas. A partir daí, os protestos passaram a ser dirigidos também aos jogadores, principalmente para o meia Douglas.

O Vasco ficou nervoso, os erros de passe se acumularam e o Avaí se aproveitou da instabilidade do adversário para marcar o terceiro, numa ótima cobrança de falta de Diego Jardel, aos 20 minutos do segundo tempo. Inconformados, vários torcedores começaram a deixar São Januário.

Mas o Avaí queria aumentar o placar e conseguiu. Num chute de Anderson Lopes, Martin Silva permitiu o rebote e Diego Felipe fez 4 a 0. Incrédulos, alguns vascaínos botavam as mãos na cabeça, enquanto os reservas e a comissão técnica do Avaí comemoravam intensamente a façanha.

Aos 41, em outra cobrança de falta, Roberto marcaria o quinto gol. A humilhação parecia não ter fim para os torcedores do Vasco, massacrado pelo time catarinense em pleno São Januário.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 0 x 5 AVAÍ

VASCO - Martin Silva; André Rocha (Rafael Vaz), Luan, Douglas Silva e Lorran; Aranda, Fabrício, Douglas, Dakson (Edmilson) e Guilherme (Rafael Silva); e Thalles. Técnico - Adilson Batista.

AVAÍ - Vagner; Bocão (Abuda), Pablo, Antonio Carlos e Marrone; Eduardo Costa, Eduardo Neto, Diego Felipe e Diego Jardel (João Filipe); Anderson Lopes e Paulo Sergio (Roberto). Técnico - Geninho.

GOLS - Anderson Lopes, aos 37, e Diego Felipe, aos 41 minutos do primeiro tempo. Diego Jardel, aos 20, e Diego Felipe, aos 24, e Roberto, aos 41 do segundo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (AL).

CARTÕES AMARELOS - Fabrício, Diego Jardel, Aranda, Rafael Silva.

CARTÃO VERMELHO - Luan.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio (RJ).