Divulgação/Ponte Preta
Divulgação/Ponte Preta

Avaí quebra jejum, vence a Ponte Preta e sai da degola do Brasileirão

Equipe catarinense alcançou a 16ª colocação com 34 pontos; time de Campinas se afunda no Z-4

Estadão Conteúdo

22 Outubro 2017 | 21h18

O Avaí quebrou uma sequência de seis tropeços seguidos - três empates e três derrotas - ao derrotar a Ponte Preta por 2 a 1, neste domingo, no Moisés Lucarelli, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro. De quebra, a equipe catarinense deixou a zona de rebaixamento e afundou o time campineiro.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ São Paulo brilha no primeiro tempo e derrota o Flamengo no Pacaembu

+ Bahia ganha clássico e complica o Vitória no Brasileirão

+ Robinho decide e Atlético-MG ganha do Cruzeiro de virada no Mineirão

+ Sob clima tenso, Santos supera Atlético-GO e volta a vencer no Brasileirão

+ Palmeiras bate o Grêmio e diminui distância para o Corinthians

+ Atlético-PR derrota Sport em casa e volta a sonhar com vaga na Libertadores

O resultado deixou o Avaí na 16.ª colocação, com 34 pontos, um na frente do Vitória, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. A Ponte Preta, que já não vence há quatro jogos, tem 32 e perdeu uma posição, caindo para 18.º lugar.

No primeiro tempo, o time catarinense aproveitou melhor as oportunidades que teve e abriu o marcador logo aos seis minutos. Leandro Silva cobrou lateral para Junior Dutra, que desviou para Romulo colocar no fundo das redes.

A equipe paulista ainda respondeu com Yago, que, com o gol praticamente aberto, cabeceou para fora. O Avaí, então, foi para cima e ampliou. Romulo dominou no peito e chutou. A bola bateu no braço de Rodrigo e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Júnior Dutra soltou o pé para fazer 2 a 0, aos 36 minutos.

A Ponte Preta conseguiu diminuir ainda no primeiro tempo. Aos 38 minutos, Leandro Silva dividiu com Danilo, Douglas entrou no meio, empurrou o jogador da Ponte e cometeu pênalti. O próprio Danilo Barcelos foi para a cobrança e diminuiu para 2 a 1, acertando o ângulo.

No segundo tempo, o Avaí voltou melhor e obrigou, logo de cara, Aranha a fazer uma grande defesa. Aos nove minutos, Alemão puxou o contra-ataque, tabelou com Junior Dutra, e cabeceou para um milagre do goleiro, que deixou o time campineiro vivo no jogo.

Apesar de a Ponte ter a posse de bola, era o Avaí que continuava criando as melhores oportunidades. Aos 33 minutos, Maicon saiu em velocidade e deixou com Simião. O volante voltou a bola para o lateral, que pegou embaixo e acabou jogando para fora uma boa chance de matar o jogo.

A Ponte foi para o tudo ou nada nos minutos finais e viu a última chance de empatar bater na trave. Nino Paraíba passou pela marcação e soltou a bomba, no poste de Douglas, não conseguindo assim evitar a derrota.

Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrenta o Corinthians no domingo, às 17 horas, no Moisés Lucarelli, em Campinas. No mesmo dia, às 19h, o Avaí recebe o Grêmio na Ressacada, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 1 X 2 AVAÍ

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Jeferson (Felipe Saraiva); Wendel (Léo Gamalho), Fernando Bob, Jadson (Lucas Formiga) e Danilo Barcelos; Lucca e Emerson Sheik. Técnico: Eduardo Baptista.

AVAÍ - Douglas Friedrich; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Luan Pereira (Maicon), Marquinhos (Wellington Simião) e Pedro Castro; Júnior Dutra e Romulo (Willians). Técnico: Claudinei Oliveira.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS).

GOLS - Rômulo, aos seis, Júnior Dutra, aos 36, e Danilo Barcelos, aos 38 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rodrigo, Léo Gamalho, Nino Paraíba, Lucca e Jadson (Ponte Preta); João Paulo e Willians (Avaí).

RENDA - R$ 38.040,00.

PÚBLICO - 4.009 torcedores.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.