Bahia e Criciúma empatam sem gols no Campeonato Brasileiro

Resultado em Salvador não beneficia nenhum dos clubes, que com apenas um ponto se mantêm na parte inferior da tabela do torneio 

Tiago Décimo, Estadão Conteúdo

20 Agosto 2014 | 23h16

Em uma partida de pouca inspiração, Bahia e Criciúma ficaram no 0 a 0, na noite desta quarta-feira, em Salvador, resultado que mantém os dois times na parte inferior da tabela do Campeonato Brasileiro. O Bahia, ainda na zona de rebaixamento, agora na 18ª posição, chegou aos 15 pontos, apenas um a mais que o Palmeiras, o último da competição. Já a equipe catarinense foi aos 17 pontos e está na 14ª colocação.

O primeiro tempo da partida foi marcado pela disposição física e pela falta de criatividade e precisão dos jogadores das duas equipes. O Criciúma iniciou o jogo tentando surpreender o Bahia, pressionando a saída de bola induzindo o adversário ao erro.

A postura agressiva do time visitante, porém, durou pouco mais de dez minutos. Dali até o fim da etapa, a partida foi marcada por muitas faltas e poucas oportunidades de gol. Se o Bahia teve mais posse de bola, o Criciúma levou mais perigo ao gol adversário, mas falhou nas poucas chances criadas.

O roteiro do primeiro tempo foi o mesmo do segundo. O time catarinense pressionou o Bahia nos primeiros minutos, chegou a forçar o goleiro Marcelo Lomba a uma boa defesa logo no reinício da partida, mas a postura durou pouco.

O jogo se arrastou, entre erros de passes e faltas, até os 40 minutos, quando a equipe da casa ensaiou uma pressão final na tentativa de obter a vitória. Os repetidos erros nas assistências e nas conclusões dos jogadores do Bahia, porém, impediram o time de abrir o placar.

O Criciúma ainda teve duas boas oportunidades depois dos 45 minutos, mas Lomba impediu que os visitantes conquistassem o triunfo. "A gente buscava a vitória, mas sai daqui com um ponto, o que acaba nos ajudando", disse o volante Serginho, da equipe catarinense, na saída do jogo.

Na próxima rodada, o Criciúma recebe o Flamengo no Estádio Heriberto Hulse, no domingo, às 16 horas. Também no domingo, mas às 18h30, o Bahia vai a Curitiba, onde enfrenta o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 0 X 0 CRICIÚMA

BAHIA - Marcelo Lomba; Railan, Demerson, Titi e Guilherme Santos; Uelliton (Emanuel Biancucchi), Rafael Miranda, Léo Gago e Marcos Aurélio (William Barbio); Rhayner (Maxi Biancucchi) e Kieza. Técnico: Gilson Kleina.

CRICIÚMA - Luiz; Eduardo; Fábio Ferreira, Gualberto e Giovanni (Maurinho); Serginho, Martinez (Rodrigo Souza), João Vitor e Wellington Bruno; Silvinho (Bruno Cortez) e Danilo Alves. Técnico: Wagner Lopes.

CARTÕES AMARELOS - Titi e Rhayner (Bahia); Giovanni, João Vitor, Rodrigo Souza, Bruno Cortez e Luiz (Criciúma).

ÁRBITRO - Pablo dos Santos Alves (ES).

RENDA - R$ 273.916,00.

PÚBLICO - 9.926 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Bahia Criciúma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.