Ballack teme eliminação prematura da Alemanha na Copa

O astro da seleção alemã, Michael Ballack, não está com tanta confiança no desempenho de sua equipe na Copa do Mundo, que começa exatamente daqui a um mês. O meia defendeu a convocação do experiente zagueiro Jens Nowotny, de 32 anos, do Bayer Leverkusen, e afirmou que o time de Jürgen Klinsmann pode surpreender, tanto positiva quanto negativamente. "Todos devem perceber que com esta jovem equipe uma surpresa positiva é sempre possível - assim como uma eliminação antecipada?, disse Ballack na edição especial sobre a Copa da revista alemã Sport Bild. Segundo o capitão, o motivo para a irregularidade da equipe é sua falta de maturidade. Para ele, certos jogadores poderiam ainda estar jogando na seleção sub-21 da Alemanha. "Isso é facilmente notado no nosso time. Por isso, acredito que a presença de Nowotny, com sua qualidade e experiência internacional, pode fazer bem ao grupo", acrescentou Ballack, que deve deixar o Bayern de Munique na próxima temporada para atuar no Chelsea. A seis dias do anúncio da lista final de Jürgen Klinsmann para o Mundial, o setor defensivo continua sem definição, segundo definiu o supervisor da seleção, Oliver Bierhoff, nesta terça-feira, em Frankfurt. "A comissão técnica vai se reunir durante esta semana e väo trabalhar de forma intensiva. Eu mesmo estou ansioso para saber quem será convocado na próxima segunda-feira?, completou o ex-atacante, autor do gol do título da Eurocopa de 1996. Os candidatos para a última vaga disponível da lista na defesa, segundo a imprensa alemã, säo Nowotny, Manuel Friedrich, do Mainz, e Lukas Sinkiewicz, do Colônia. Falta de confiança Näo é só Ballack que teme pelo pior na Copa do Mundo para os donos da casa. Os próprios alemães näo confiam muito na equipe de Klinsmann. Numa pesquisa realizada pelo instituto Emnid e publicada nesta terça-feira, apenas 21%, um pouco mais de um quinto dos entrevistados, acreditam na conquista do tetracampeonato pela seleção da Alemanha. Para 71%, o time de Klinsmann näo tem chance nenhuma de disputar a final de 9 de julho, no Estádio Olímpico, em Berlim. A empolgação com o Mundial também näo contagia muito o alemão comum. Um pouco mais da metade, 54% dos entrevistados afirmaram que vão se motivar com a Copa do Mundo. Para 42%, a competição mais importante do futebol mundial näo traz nenhum sentimento de satisfação. O instituto também mostrou que a alegria com o evento é maior entre os homens do que entre as mulheres. Para 67% dos homens o Mundial tem de ser celebra do e comemorado. Entre as mulheres, 43% acham que a Copa é importante.

Agencia Estado,

09 Maio 2006 | 15h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.