Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Barcelona bate Atlético de Madrid de virada e abre vantagem no topo

Futebol

Manu Fernandez|AP

Barcelona bate Atlético de Madrid de virada e abre vantagem no topo

Messi e Suárez definem vitória por 2 a 1 dos catalães

0

Estadão Conteúdo

30 Janeiro 2016 | 15h32

O Barcelona deu um importante passo para conquistar mais um título do Campeonato Espanhol ao vencer o Atlético de Madrid por 2 a 1, de virada, neste sábado, no Camp Nou, na abertura da 22ª rodada da competição nacional. Com o triunfo conquistado com gols de Messi e Suárez, o time catalão foi aos 51 pontos na liderança do torneio e abriu três de vantagem sobre o próprio rival, que é o vice-líder e ainda disputou um jogo a mais do que a equipe de Neymar.

O Atlético de Madrid chegou a sair na frente com um gol de Koke já aos 9 minutos do primeiro tempo, mas ainda nesta mesma etapa o time da casa virou o placar com gols do melhor jogador do mundo, aos 29, e do atacante uruguaio, aos 37. E a vida da equipe madrilenha ficou ainda mais complicada já na metade inicial do confronto com a expulsão do lateral brasileiro Filipe Luis, aos 44 minutos do primeiro tempo, e se tornou muito difícil com a expulsão do zagueiro uruguaio Godín.

Mesmo com dois homens a menos em campo, o Atlético foi valente e buscou o ataque até o fim, mas acabou sendo altamente pressionado pelo Barça, que desperdiçou a oportunidade de conquistar um placar mais elástico.

O JOGO

Atlético começou melhor a partida e já aos 2 minutos quase abriu o placar em bom chute de fora da área de Saúl, que obrigou Bravo a praticar uma ótima defesa de mão trocada. E o mesmo Saúl acabou sendo decisivo no lance do primeiro gol do jogo. Após deixar Jordi Alba no chão pela direita, ele cruzou para Griezmann. O atacante francês não alcançou a bola, mas ela sobrou para Koke tocar de primeira no canto direito baixo do goleiro chileno.

O Barça, porém, não se assustou com o gol e passou a pressionar o Atlético, que quase sofreu o empate aos 28 minutos, quando Iniesta se livrou de um marcador pela esquerda e cruzou para Suárez bater de primeira. O goleiro Oblak defendeu no reflexo, com o pé, antes de a zaga afastar o perigo.

No minuto seguinte, porém, saiu o primeiro gol do time catalão. Em bela troca de passes, Neymar tocou na esquerda para Alba, que cruzou para Messi entrar batendo de primeira no canto direito baixo de Oblak.

E o gol empolgou ainda mais o Barça, que se por um lado sofria com as investidas ofensivas do Atlético, por outro foi letal aos 37 minutos. Daniel Alves recebeu uma bola no meio-campo e acertou lindo lançamento para Suárez, que invadiu a área pela direita e, mesmo acossado de perto por um defensor e quase sem ângulo, chutou cruzado entre as pernas de Oblak.

Aos 44 minutos, o nervosismo do Atlético se aflorou com a expulsão de Filipe Luís, que deu uma solada no joelho de Messi quando o argentino tentava dominar uma bola vinda pelo alto. Mesmo com um homem a menos, o Atlético não se acovardou e por muito pouco não empatou o jogo aos 10 minutos da etapa final. Carrasco cruzou da direita para Griezmann, que finalizou para Bravo salvar o gol em boa defesa com o pé.

E, se o empate não saiu neste lance, nove minutos depois ele pareceu ainda mais distante com a expulsão de Godín. O defensor uruguaio, que já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho do árbitro após dar um carrinho por trás em Suárez, que acabara de sair da grande área para buscar a bola.

A nova expulsão obrigou Diego Simeone a sacar Griezmann do ataque e colocar o zagueiro Savic em campo. E, com dois a menos em campo, o time de Madri perdeu ainda mais poder ofensivo e ainda precisou correr muito para evitar novos gols do Barça, que quase saíram por duas vezes em um intervalo de um minuto em finalizações de Daniel Alves e Arda Turán. Mas o Barça nem precisava mais de outro gol e soube administrar o placar até o fim.

Com um jogo a menos do que o Atlético de Madrid por causa de sua participação do Mundial de Clubes da Fifa, o Barça voltará a campo pelo Espanhol apenas no próximo dia 7 de fevereiro, contra o Levante, fora de casa. Já a equipe da capital espanhola atuará um dia antes diante do Eibar, em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.