Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Barcelona supera expulsão, bate Olympiacos e continua 100% na Liga dos Campeões

Equipe catalã faz 3 a 1 sobre gregos em casa, mesmo com um a menos desde o primeiro tempo do duelo

Estadão Conteúdo

18 Outubro 2017 | 18h54

O Barcelona segue com campanha irretocável na atual temporada. Em jogo nesta quarta-feira marcado por expulsão e gol contra, no Camp Nou, na Espanha, a equipe catalã dominou o Olympiacos e ganhou por 3 a 1, em duelo válido pela terceira rodada do Grupo D da Liga dos Campeões.

+ LANCES - Barcelona 3 x 1 Olympiacos

+ Neymar marca, trio de ataque brilha e PSG goleia o Anderlecht

O triunfo veio mesmo após o zagueiro Piqué ser expulso ainda no primeiro tempo, ao marcar um gol com o braço. Já o grego Nikolaou, contra, fez o primeiro do Barcelona - e o gol de honra do Olympiacos. Messi, de falta, também deixou o seu.

Com o bom resultado, o Barcelona se mantém com 100% de aproveitamento na competição e lidera a chave com nove pontos, três na frente da Juventus, que também nesta quarta-feira superou o Sporting em casa, de virada, por 2 a 1. Já os portugueses têm três pontos, enquanto os gregos não somaram nenhum.

Aparentemente abalado pela perda de Neymar para o Paris Saint-Germain, o Barcelona se reergueu rápido e faz uma excelente campanha até o momento: ganhou três jogos na Liga dos Campeões e sete no Espanhol, campeonato em que lidera com folga, com quatro pontos de vantagem sobre o vice Valencia - o seu único empate ocorreu no sábado, contra o Atlético de Madrid, fora de casa.

Assim, embalado pela invencibilidade nas duas competições, o Barcelona entrou em campo nesta quarta-feira como grande favorito. E, além de Iniesta, Messi e Luis Suárez, entre outros destaques, contava com o volante Paulinho no time titular.

O brasileiro, aliás, teve boa atuação. Com ele saiu uma das primeiras chances do Barcelona, em chute perigoso aos 16 minutos, que saiu por pouco. E, no lance seguinte, após lançamento de Busquets, Deulofeu tocou para o meio e Nikolaou marcou contra.

A supremacia do Barcelona era ampla e o segundo gol parecia questão de tempo. Paulinho, por exemplo, acertou cabeçada no travessão e até marcou o seu pouco depois, mas a jogada foi anulada porque Iniesta, que deu a assistência, estava impedido.

Aos 40, então, quando o domínio era total, Piqué aproveitou cruzamento de Deulofeu e desviou para as redes - mas com o braço. Como já tinha o cartão amarelo, o zagueiro acabou expulso. E o Barcelona foi para o segundo tempo com um jogador a menos.

Mesmo assim, o Olympiacos apenas se defendeu, pouco ameaçou e viu Messi praticamente liquidar o duelo aos 15, em cobrança de falta. E, apenas três minutos depois, o craque argentino fez grande jogada e tocou rasteiro para Digne marcar o terceiro. Já aos 44, quando o Barcelona diminuíra o ritmo, Nikolaou descontou de cabeça.

Ainda nesta quarta-feira, mesmo jogando em casa, a Juventus saiu em desvantagem aos 12 minutos, quando Alex Sandro marcou contra. Mas a atual vice-campeã da competição empatou ainda no primeiro tempo, com Pjanic, de falta, e virou com Mandzukic já aos 39 da etapa final, de cabeça. O atacante fez o gol do triunfo aproveitando cruzamento do brasileiro Douglas Costa, que acabara de entrar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.