Carlos Noriega/Reuters
Carlos Noriega/Reuters

Barcelona teme pressão do Palmeiras por ter pouca experiência em mata-mata

Clube equatoriano não disputa a fase decisiva da Copa Libertadores desde 2004, ano em que foi eliminado nas oitavas de final

O Estado de S. Paulo

09 Agosto 2017 | 11h00

Embora com a vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores, o Barcelona vive momento de instabilidade para enfrentar o Palmeiras, nesta quarta-feira, no Allianz Parque. O time passa por resultados ruins no campeonato local e teme sentir o peso de um mata-mata pela competição, fase que não disputa há 13 anos, desde a eliminação em 2004 para o Once Caldas, da Colômbia.

"É um jogo difícil e faz 13 anos que o Barcelona não joga esse tipo de jogo", disse o presidente do clube, Francisco Cevallos, em entrevista nesta à rádio Huancavilca. "Temos que ser inteligentes. Temos os 90 minutos restantes dos 180 desse tipo de confronto. Vamos ganhando e acreditamos que podemos passar", disse o dirigente,

Desde a vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras no jogo de ida, dia 5 de julho, o Barcelona passou por momentos instáveis. A equipe fez cinco jogos pelo Campeonato Equatoriano e perdeu três deles, incluindo os dois últimos. O time também tem priorizado a Libertadores e poupado os principais atletas nos jogos que antecedem os compromissos pela competição continental.

Um dos reforços trazidos ao clube antes das oitavas da Libertadores foi o ex-cruzeirense Luis Caicedo. "Já pude enfrentar o Palmeiras e é um adversário complicado. Em casa é muito forte", afirmou o zagueiro. "Temos um bom grupo. Com ele, podemos nos classificar. Se o Palmeiras tem um bom ataque, temos uma grande defesa", disse.

Apesar de estar na 24ª participação em Libertadores, o Barcelona de Guayaquil jamais foi campeão. O clube não passava às oitavas de final desde 2004 e tem como melhores campanhas dois vices, um em 1990, quando perdeu para o Olimpia, e outro em 1998, ao ser derrotado pelo Vasco da Gama.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.