Assine o Estadão
assine

Esportes

Futebol

Bauza afirma que São Paulo ainda espera por lateral Buffarini

Clube do Morumbi negocia com San Lorenzo para ter jogador

0

O Estado de S. Paulo

02 Fevereiro 2016 | 21h01

O técnico Edgardo Bauza, do São Paulo, disse nesta terça-feira que mais um argentino pode chegar ao clube. Depois do próprio treinador e do atacante Jonathan Calleri, a diretoria ainda negocia com Julio Buffarini, do San Lorenzo. Os valores na negociação são o principal entrave para que o lateral-direito seja o quinto reforço para a temporada 2016.

Bauza indicou o ex-comandado à diretoria, mas tem acompanhado uma novela nessa tentativa. O São Paulo fez uma proposta de cerca de R$ 5 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador, que recentemente renovou contrato até 2017. "Não descarto a possibilidade de Buffarini chegar. É uma negociação longa, de altos e baixos, mas não descarto. O maior problema está no entendimento entre os clubes, e nisso não posso intervir", contou o técnico em entrevista ao canal ESPN Brasil.

O lateral argentino tem conversado com o treinador sobre a possibilidade de vir para o São Paulo e já demonstrou interesse na transferência. Outro que pode chegar é o atacante Kelvin. O Porto, dono dos direitos econômicos do jogador, deve aceitar liberá-lo por empréstimo até o fim da temporada. O acordo deve ser fechado ainda nos próximos dias.

O último reforço apresentado foi o argentino Calleri, que saiu do Boca Juniors e veio por indicação do treinador argentino para ficar seis meses, período curto, mas que segundo o treinador, será suficiente para o atacante mostrar potencial. "O torcedor do São Paulo pode ficar tranquilo porque o Calleri tem um caráter tremendo, uma forte autoestima e, nesses seis meses, vai se doar por completo. Ele está focado no São Paulo", elogiou.

Calleri inclusive vai ficar no banco de reservas nesta quarta-feira, para o jogo com o Cesar Vallejo, no Peru, pela fase preliminar da Copa Libertadores. O time deve entrar em campo com: Dênis, Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Ganso, Michel Bastos e Centurión; Alan Kardec.

Comentários