1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Futebol Internacional

Boca Juniors anuncia a demissão do técnico Carlos Bianchi

Estadão Conteúdo

28 Agosto 2014 | 20h 21

Clube opta pela troca de comando depois de derrota por 3 a 1 para o Estudiantes e começo ruim no Campeonato Argentino

Técnico mais vencedor da história do Boca Juniors, Carlos Bianchi está deixando o clube mais uma vez. Nesta quinta-feira, a diretoria anunciou a demissão do treinador um dia depois da derrota por 3 a 1 para o Estudiantes, confirmando um início muito ruim de Campeonato Argentino.

"Temos que informar uma decisão muito difícil. Estivemos debatendo ela e queremos agradecer o Carlos porque fui eu que fui buscá-lo. Carlos voltou ao Boca mais uma vez e nunca vai perder o carinho dos torcedores, mas os sócios votaram na gente para tomar decisões e por isso decidimos rescindir o contrato do Carlos", declarou o presidente do clube, Daniel Angelici.

De fato, Bianchi precisou ser convencido por Angelici a voltar ao Boca, em 2012, após seis anos afastado do futebol. O treinador chegou a dizer que não queria mais trabalhar como treinador, foi persuadido pela diretoria a voltar ao clube, mas desta vez sem o mesmo sucesso.

Nem mesmo o pedido de Bianchi, que queria ficar no Boca, foi suficiente para mudar a decisão da diretoria. "Carlos tinha forças, queria seguir e queria trabalhar até domingo. Se não conseguisse o resultado domingo (contra o Vélez Sarsfield), se despedia. Escutei, me reuni com a direção e se tomou essa decisão por unanimidade, pensando o que significa e com grande dor", comentou Angelici.

Nesta segunda passagem, Bianchi não conseguiu ser campeão com o Boca Juniors. Na primeira, no entanto, marcou seu nome na história do clube e do futebol sul-americano. Foram dois Mundiais de Clubes, três Libertadores, uma Copa Sul-Americana e quatro Campeonatos Argentinos conquistados.

Futebol Internacional