Boliviano morre em briga entre torcedores de times da Colômbia em Cochabamba

Nicolás Rojas confraternizava com fãs do Independiente Medellín quando ocorreu o ataque de rivais

Estadão Conteudo

09 Maio 2017 | 13h46

Um boliviano morreu esfaqueado em uma briga entre torcedores do Independiente Medellín e do Deportivo Cali, ambos da Colômbia, que estavam passando por Cochabamba, informou a polícia local nesta terça-feira.

Nicolás Rojas, de 35 años e torcedor do boliviano Jorge Wilstermann, morreu após ser atacado em uma lanchonete de um terminal de ônibus de Cochabamba, na tarde da última segunda-feira, de acordo com o chefe da polícia anticrime, Gualberto Díaz.

Rojas estava recepcionando torcedores do Independiente Medellín que chegaram a Cochabamba para confraternizar com torcedores do Wilstermann antes da viagem para Buenos Aires, onde a equipe colombiana vai enfrentar o River Plate, em 25 de maio, pela fase de grupos da Copa Libertadores.

No terminal rodoviário de Cochabamba, os torcedores do time de Medellín se encontraram com rivais do Deportivo Cali, que estavam de passagem rumo ao Paraguai para a partida desta terça-feira contra o Sportivo Luqueño pela Copa Sul-Americana, segundo a polícia e testemunhas.

Após o incidente, seis pessoas foram detidas, sendo quatro colombianas e duas bolivianas. Porém, a polícia teme que o agressor de Rojas tenha fugido do país, segundo Díaz.

Rojas vestia uma camiseta vermelha, a cor do Wilstermann e também do Independiente Medellín, e parece ter sido confundido, como se fosse um torcedor da equipe colombiana, declararam as autoridades bolivianas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.