Vitor Silva/SSPress
Vitor Silva/SSPress

Botafogo derruba Flamengo e vira líder isolado do Carioca

Alvinegro consegue vitória com gol solitário de Tomás, no finzinho

RONALD LINCOLN JR., O Estado de S. Paulo

01 Março 2015 | 18h37

Em duelo equilibrado, o Botafogo superou o Flamengo por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã, e assegurou a liderança isolada do Campeonato Carioca. O autor do gol foi meia Tomás, recém-contratado. Embora apertado, o resultado coroou o desempenho consistente do alvinegro neste início de ano, que segue invicto.

Melhor no início do jogo, o rubro-negro desperdiçou chances decisivas, mas diminuiu o ritmo no decorrer do jogo e perdeu agressividade. Assim, sofreu sua primeira derrota na competição.

O domingo ensolarado e de temperatura amena animou os torcedores a lotarem o Maracanã, no dia que marcou o aniversário de 450 anos da cidade do Rio de Janeiro. A data comemorativa não passou em branco pelos organizadores do clássico. Faixas festivas e uma banda fizeram parte das homenagens.

O receio de que houvessem confrontos entre torcedores, assim como no clássico entre Vasco e Fluminense no último fim de semana, fez com que as forças de seguranças pública  mobilizassem cerca de 1.200 agentes para o jogo este domingo - entre policiais, guardas municipais e seguranças privados. Contudo, não houve registros de grandes incidentes e predominou o clima de paz.

Essa foi a última partida oficial do lateral-direito Léo Moura pelo Flamengo. Depois de 10 anos, e mais de 500 jogos pelo clube, o jogador acertou sua transferência para o futebol dos Estados Unidos. Na quarta-feira, ele vai realizar sua despedida em um amistoso contra o Nacional, do Uruguai.

Desde os momentos iniciais, o Flamengo mostrou mais iniciativa, controlou a posse de bola e, com isso, conseguiu criar as melhores oportunidades. Gabriel e Marcelo Cirino tiveram chances claras dentro da área, mas suas finalizações foram bloqueadas pelo goleiro Jefferson.

O Botafogo, por sua vez, adotou uma postura excessivamente defensiva. Principal arma de ataque, a dupla Bill e Jobson ficou isolada, sem receber bolas e praticamente não incomodou a defesa rival.

Após o intervalo, o time alvinegro voltou ao campo com mais atitude, e quase abriu o placar em boa finalização de Gilberto, defendida por Paulo Victor. Em certo momento, a partida passou a ficar tensa, com faltas duras e discussões entre os dois lados.

No fim, o Botafogo voltou a crescer. Carleto fez uma bela cobrança de falta no travessão. Em seguida, aos 37, Tomás arriscou de fora da área, a bola bateu na trave, escorou em Paulo Victor e entrou no gol. Nos acréscimos, o rubro-negro ainda tentou pressionar, mas os esforços foram em vão.

Com o triunfo, o time alvinegro chegou aos 19 pontos, dois a mais que o vice-líder Vasco. Já o Flamengo caiu para o quarto lugar, com 14 pontos, agora atrás do Volta Redonda.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 x 0 FLAMENGO

BOTAFOGO - Jefferson; Gilberto, Roger Carvalho (Diego Giaretta), Renan Fonseca e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Tomas e Diego Jardel (Sassá); Bill e Jobson (Gegê). Técnico: René Simões.

FLAMENGO - Paulo Victor; Léo Moura, Wallace, Samir (Bressan) e Pará; Jonas, Márcio Araújo, Canteros e Gabriel (Arthur Maia); Marcelo Cirino e Alecsandro (Eduardo da Silva). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Tomás, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Roger Carvalho, Gilberto (Botafogo); Wallace, Bressan (Flamengo).

ÁRBITRO - Péricles Bassols (RJ).

RENDA - R$ 2.129.865,00.

PÚBLICO - 44.329 pagantes (49.833 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.