Michel Euler/ AP Photo
Michel Euler/ AP Photo

Brasil é 'formidável' apesar de trauma da Copa, diz Deschamps

'Vi muitas, muitas coisas boas', afirma treinador francês

Julien Pretot, REUTERS

25 Março 2015 | 15h50

O Brasil ainda é uma seleção formidável apesar do trauma que passou na Copa do Mundo do ano passado em casa, opinou o técnico da França, Didier Deschamps, a respeito de seu adversário no amistoso de quinta-feira no Stade de France.

Favorito para ganhar o Mundial em casa, o Brasil sofreu uma derrota humilhante de 7 x 1 para a Alemanha na semifinal, mas desde então começou a se reerguer sob o comando do técnico Dunga, já em sua segunda passagem pela seleção. De lá para cá, o Brasil venceu seis amistosos, marcando 14 gols e levando só um.

“Eles estão se recuperando de uma Copa do Mundo que não foi bem-sucedida, apesar do trauma que passaram – ainda estavam na semifinal”, declarou Deschamps em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira. “Vi o que eles têm feito desde então, e vi muitas, muitas coisas boas.”

Karim Benzema, atacante da França, acrescentou que o Brasil é um grande time em qualquer situação. “Não há favorito neste jogo”, disse o jogador do Real Madrid. “Depois da Copa do Mundo, o Brasil se recuperou. Eles vêm fazendo gols à vontade e não tomaram muitos. Eles são um grande time, não importa o que aconteça”. 

A França, invicta desde que perdeu para os alemães nas quartas de final do último Mundial, irá torcer para manter a sequência de vitórias depois de derrotar Espanha, Portugal e Suécia. “Temos feito bons jogos e mostramos que conseguimos sofrer e vencer. Será um jogo duro”, afirmou Benzema.

A seleção francesa, que irá disputar amistosos até a Euro 2016, que o país irá sediar, encara a Dinamarca em St Étienne no domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.