1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasil perde dos EUA nos pênaltis e está fora da Copa feminina

LEANDRO SILVEIRA - Agência Estado

10 Julho 2011 | 15h 26

Após virada, seleção sofre empate por 2 a 2 nos descontos da prorrogação e acaba eliminada

SÃO PAULO - A seleção brasileira está eliminada da Copa do Mundo Feminina de Futebol. Neste domingo, a equipe perdeu para os Estados Unidos na disputa de pênaltis por 5 a 3, depois de empate por 2 a 2, em duelo realizado na cidade de Dresden. A derrota foi mais dolorosa porque o gol que levou a disputa para os pênaltis saiu nos acréscimos do segundo tempo da prorrogação.

A atacante Marta foi o principal destaque do Brasil ao marcar os dois gols da equipe, mas segue sem possuir um título da Copa do Mundo Feminina de Futebol. Com a derrota brasileira, as norte-americanas se vingam do revés na Copa do Mundo de 2007, realizada na China, quando o Brasil foi o responsável pela eliminação dos Estados Unidos ao vencê-las por 4 a 0 nas semifinais. Com o triunfo, as norte-americanas, que lideram o ranking da Fifa, mantêm o sonho de conquistar o tricampeonato mundial - foram campeãs em 1991 e 1999.

Nas semifinais da Copa do Mundo Feminina de Futebol, a seleção dos Estados Unidos vai enfrentar a França, que eliminou a Inglaterra. O duelo será disputado no dia 13 de julho, na cidade de Mönchengladbach. A outra semifinal será entre as seleções do Japão e da Suécia.

O jogo. A seleção dos Estados Unidos abriu o placar logo no começo em um vacilo brasileiro. Aos dois minutos, Boxx avançou pela esquerda e cruzou para a área. Daiane tentou cortar, mas enganou a goleira Andreia, marcando um gol contra. A desvantagem logo no começo afetou o Brasil, que demorou para se encontrar e pressionar as norte-americanas.

Em jogada individual, em velocidade, Marta quase empatou o duelo aos 24 minutos. O Brasil, porém, também deixava espaços na defesa e os Estados Unidos quase marcaram com Rodriguez, aos 26 minutos, em um chute de dentro da grande área, de Rodriguez. No minutos finais da primeira etapa, o Brasil sufocou as norte-americanas. Aos 35 minutos, Solo fez excelente defesa em finalização de Cristiane da entrada da área. No minuto seguinte, Fabiana acertou o travessão.

Após um início truncado de segundo tempo, o Brasil conseguiu pressionar a seleção norte-americana. Aos 15 minutos, Formiga avançou em velocidade e rolou para Cristiane, que chutou cruzado, para boa defesa de Solo. No lance seguinte, a goleira defendeu finalização perigosa de Fabiana.

Apesar de estar mais acuada, a seleção dos Estados Unidos conseguiu ameaçar a meta brasileira, principalmente em jogadas aéreas, como aos 18 minutos, quando Lloyd acertou a trave em cabeceio. A resposta brasileira, porém, foi imediata. No minuto seguinte, Marta foi derrubada na grande área ao tentar aplicar dois chapéus na grande área. Por conta da falta, Buehler foi expulsa.

Cristiane cobrou o pênalti no canto esquerdo do gol e Solo fez a defesa. A arbitragem, porém, mandou que a cobrança fosse repetida por conta da invasão da grande área pelas jogadoras. Dessa vez, aos 22 minutos, Marta fez a cobrança e empatou o duelo para o Brasil. Após o empate, a seleção brasileira não conseguiu pressionar a equipe norte-americana. Assim, o duelo seguiu para a prorrogação.

O Brasil marcou o seu segundo gol na partida aos 2 minutos do primeiro tempo da prorrogação. Maurine foi até a linha de fundo passou para Marta, que tocou de cobertura para fazer 2 a 1. O gol brasileiro deixou o duelo mais aberto. Aos 8 minutos, Wambach chutou da entrada da área para excelente defesa. Marta respondeu aos dez minutos quase marcando um gol olímpico.

No segundo tempo da prorrogação, a seleção dos Estados Unidos pressionou o Brasil nos minutos finais, principalmente com jogadas aéreas. Aos 15 minutos, Llloyd finalizou da entrada da áreas E o empate norte-americano, que levou a disputa para os pênaltis, saiu aos 17 minutos. Rapinoe cruzou para Wambach, de cabeça, igualar o duelo.

Na disputa de pênaltis, Cristiane, Marta e Franciele marcaram para o Brasil, mas Daiane desperdiçou a sua cobrança. Já as norte-americanas acertaram os seus quatro pênaltis, com Boxx, Lloyd, Wambach, Rapinoe e Krieger, vencendo por 5 a 3 para se classificar às semifinais da Copa do Mundo Feminina de Futebol.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo