1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Brasileiros preveem mais dificuldades contra a Colômbia

Almir Leite - Agência Estado

29 Junho 2014 | 07h 24

Paulinho, que está na expectativa de voltar ao time uma vez que Luiz Gustavo terá de cumprir suspensão, também prevê um jogo sofrido

Se o Chile foi difícil, a Colômbia será bem mais. A opinião dos jogadores da seleção brasileira sobre o adversário de sexta-feira, 4, na Arena Castelão, pelas quartas de final, é baseada no futebol que o adversário vem jogando nesta Copa do Mundo e também no último confronto entre as equipes, realizado em novembro de 2012. Tanto brasileiros como colombianos têm vários jogadores que participaram daquela partida que terminou 1 a 1, em Nova Jersey, e estarão em ação em Fortaleza.

"Foi aquele jogo em que o Neymar bateu um pênalti lá em cima (o atacante escorregou na hora da cobrança e a bola subiu), senão a gente teria ganho. Mas foi um jogo muito complicado", disse Thiago Silva. O capitão brasileiro pondera que a situação agora é outra, pois trata-se de um confronto por Copa do Mundo e aquele de 2012 foi amistoso, o que cria a perspectiva de maior grau de dificuldade. "Vai ser um jogo tão difícil ou mais do que foi hoje (sábado, contra o Chile). A Colômbia tem um grande time".

Eduardo Nicolau/Estadão
Se o Chile foi difícil, a Colômbia será bem mais

O volante Paulinho, que está na expectativa de voltar ao time uma vez que Luiz Gustavo terá de cumprir suspensão contra os colombianos, também prevê um jogo bastante sofrido e disputado. "A Colômbia está jogando muito bem e ganhando confiança a cada jogo".

Sem poder contar com Luiz Gustavo, seu volante com maior poder de marcação, Felipão poderá escalar Paulinho, Fernandinho ou Hernanes, como primeiro volante, ou passar David Luiz para o meio de campo, colocando Dante na zaga. Outra opção é colocar Henrique na cabeça de área. "Eu já joguei nessa posição com o Felipão várias vezes quando estávamos no Palmeiras, ele me conhece. Mas independentemente de quem ele escalar, quem entrar estará preparado".

Paulinho, que vinha jogando como segundo volante, perdeu a posição para Fernandinho e está doido para voltar ao time, também está de olho na vaga. "Eu estou aí, o que ele (Felipão) pedir eu faço".

Thiago Silva até concordou que o Brasil não jogou muito bem contra o Chile, mas reclamou das críticas ao time. "O que me chateia é que elas partem dos jornalistas brasileiros, que exigem demais e não veem que os adversários dificultam".

O meia Oscar, ao contrário, acha que o Brasil fez boa partida. "A gente jogou bem, mas do outro lado há um adversário com qualidade, que estuda a gente. Isso dificulta".

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo