Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Braz comemora fase como 'zagueiro-artilheiro' e mira recorde de gols no Santos

Defensor já balançou as redes 15 vezes pelo clube praiano

O Estado de S.Paulo

25 Maio 2017 | 20h10

Os dois gols marcados por David Braz na goleada sobre o Sporting Cristal (4 a 0), na última terça-feira, na rodada final da fase de grupos da Copa Libertadores, animaram o zagueiro a se tornar o maior "zagueiro-artilheiro" da história do Santos. Com 15 gols, Braz está a cinco de alcançar a marca de Alex, campeão brasileiro em 2002, que recentemente anunciou a aposentadoria dos gramados.

David Braz confessou ser admirador de Alex e revelou ter tido conversas com o ex-jogador, que faz fisioterapia no CT Rei Pelé. O zagueiro do time santista também elogiou a geração que recolocou o clube no topo do futebol brasileiro no início dos anos 2000.

"Mas a gente sabe que é muito difícil fazer isso. Já foi difícil fazer esses dois! É uma meta, quero entrar na história do clube. Já que estou perto, né?! Quero alcançá-lo e vou trabalhar bastante para poder conseguir isso. E não só com gols, mas também com títulos para entrar na história do clube", projetou o zagueiro.

O zagueiro creditou a fase como artilheiro aos treinamentos de jogadas de bola parada que o time comandado por Dorival Júnior tem feito. E cita jogos nos quais jogadores com características defensivas marcaram gols, como contra o The Strongest, quando o volante Renato marcou no Pacaembu, e na vitória diante do Santa Fe, no mesmo estádio, que teve o terceiro gol feito por Lucas Veríssimo.

"Já tinha feito dois gols em outras partidas. Em 2014, contra o Vitória, e outra contra o Botafogo. Estou feliz por estar vivendo esse momento em uma função que não é o meu dever, tenho que estar sempre defendendo. Mas a gente trabalha bastante na parte ofensiva, a bola parada, e estamos conseguindo aproveitar bastante", completou Braz.

O elenco santista treinou na tarde desta quinta-feira para a partida do próximo domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro, contra o Cruzeiro, pela terceira rodada do Brasileirão. O desfalque confirmado no time é o meia Lucas Lima, que foi diagnosticado com um problema no músculo posterior da coxa direita e deverá ficar pelo menos duas semanas afastado. Vladimir Hernández deverá substitui-lo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.