Paulo Fernandes|Vasco.com.br
Paulo Fernandes|Vasco.com.br

Caio Monteiro destaca invencibilidade do Vasco e celebra tropeço de rivais

Após empate com o São Paulo, time carioca somou dez partidas sem perder

O Estado de S.Paulo

13 Novembro 2017 | 16h22

O Vasco está no caminho certo em busca de uma vaga na Libertadores. E não apenas porque vem de uma boa sequência invicta, mas porque os principais adversários estão colaborando. Essa, ao menos, foi a avaliação feita pelo atacante Caio Monteiro em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira.

+ Sem inspiração, São Paulo empata com Vasco por 1 a 1 em São Januário

+ Eurico rebate acusações e acusa Edmundo, Pedrinho e Felipe de irregularidades

Autor do gol de empate contra o São Paulo por 1 a 1, resultado que ampliou a invencibilidade do Vasco para dez partidas no Campeonato Brasileiro, Caio Monteiro lembrou que os dois principais concorrentes por uma vaga na Libertadores foram derrotados na rodada. Precisando ganhar apenas uma posição para chegar ao G7, o time vascaíno está a um ponto do Flamengo e dois do Botafogo. A equipe cruzmaltina voltará a campo pelo Brasileirão na quarta-feira, contra o Atlético-MG, às 21h45, em São Januário.

"Sabemos que estamos perto do nosso objetivo e que estamos jogando bem. Os times que estão na nossa frente estão perdendo. Conseguimos pontuar em casa ontem (domingo), graças a Deus, e sabemos que isso é muito importante", avaliou o atacante, acrescentando que o Vasco tem condições de manter a boa sequência.

"Ainda temos confrontos diretos e difíceis, mas sabemos que só depende de nós. Se continuarmos fazendo a nossa parte, como estamos fazendo, vamos conseguir chegar aonde queremos. O importante é seguir pontuando, porque um ponto pode fazer total diferença no final do campeonato", salientou.

Caio Monteiro também celebrou o seu gol de domingo mesmo depois de entrar no segundo tempo. Foi o seu primeiro desde a derrota para o Botafogo no primeiro turno, em junho, e de se recuperar de contusão.

"Tive que ficar um período fazendo a parte de reforço muscular, para voltar da melhor maneira possível. Eu entendi o projeto proposto para mim e respeitei o tempo", disse. "Estamos colhendo os frutos agora, tenho treinado bem, sem sentir nenhum tipo de dor ou incômodo. Agora o importante é seguir trabalhando forte para estar cada vez melhor e podendo ajudar o Vasco."

Revelado pelo próprio Vasco, Caio Monteiro destacou também a presença de outros jovens da base. "Os mais novos, como eu, Paulinho, Mateus Vital e Evander, entram ali para ajudar o pessoal que está em campo, para dar um gás. É a junção da juventude com a experiência, que é importante na hora de ir para dentro do adversário."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.