1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Caixa Econômica Federal deixa de patrocinar Corinthians

- Atualizado: 24 Fevereiro 2016 | 20h 54

Clube queria mais do que os R$ 30 milhões oferecidos pelo banco

Termina nesta quarta-feira a parceira iniciada em 2012 entre Corinthians e Caixa Econômica Federal. Banco e clube não entraram em acordo e, por isso, o contrato de patrocínio não será renovado. A informação foi publicada no site da revista Veja e confirmada pelo Estado.

A Caixa queria manter os R$ 30 milhões por ano que vinha pagando desde o início do parceria, mas o Corinthians exigia aumento para ampliar o vínculo por mais uma temporada. A diretoria alega ter propostas melhores do que a da Caixa. A expectativa é receber R$ 40 milhões pelo patrocínio máster.

Tite conversa com Lucca durante treino

Tite conversa com Lucca durante treino

Hoje, o Corinthians tem outros três patrocinadores no uniforme: omoplata (Winnerplay), número (TIM) e calção (Special Dog). A meta do departamento de marketing é arrecadar um total de R$ 60 milhões por temporada com o uniforme.

Com o fim do vínculo com o Corinthians, o Flamengo passa a ser o clube com o maior contrato de patrocínio com a Caixa. O Rubro-Negro recebe R$ 25 milhões por ano.

A Caixa Econômica Federal investirá R$ 83 milhões em patrocínios a dez clubes brasileiros neste ano. A novidade é a inclusão de Cruzeiro e Atlético Mineiro na lista de clubes patrocinados pelo banco estatal. A saída do Corinthians pode abrir espaço para outros clubes.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX