1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Camarões e Gana apurarão motivos de fracasso na Copa

AE-AP - Agência Estado

29 Junho 2014 | 09h 09

Seleções africanas voltaram para casa depois de apenas três jogos e decepcionaram presidentes, que pediram relatórios às equipes

A eliminação na primeira fase da Copa do Mundo do Brasil não foi bem aceita em Camarões e em Gana. Prova disso se deu neste domingo, quando os presidentes de ambos os países anunciaram que abriram uma investigação para determinar os motivos que resultaram neste fracasso.

Em comunicado oficial, o presidente de Camarões, Paul Biya, disse que seu primeiro ministro terá um mês para elaborar um relatório sobre a "campanha inglória" da seleção do país. Ainda segundo o documento, a investigação deve incluir passos para uma "profunda e intensa reestruturação no futebol camaronês".

Alex Silva/Estadão
No grupo do Brasil, Camarões saiu da Copa sem nenhuma vitória

Em Gana, a situação é semelhante. De acordo com a Gana Broadcasting Corporation, empresa de comunicação comandada pelo governo, o presidente John Mahama também decidiu que uma investigação se faz necessária. Recentemente, Mahama determinou a exoneração do ministro dos Esportes no país.

Tanto ganeses quanto camaroneses acabaram eliminados na fase de grupos da Copa e sofreram com problemas extracampo. As duas seleções viram seus jogadores ameaçarem entrar em greve pela falta de pagamento das premiações que teriam sido combinadas com suas federações.

Copa 2014