Assine o Estadão
assine

Esportes

Copa 2014

Camarões investiga se jogadores manipularam resultados na Copa

A Federação Camaronesa de Futebol (Fecafoot) vai apurar suposto envolvimento de jogadores da seleção do país em manipulação de resultados na Copa do Mundo. A entidade informou que seu Comitê de Ética investigará sete atletas da equipe nacional que disputou o torneio, depois de rumores darem conta de que os mesmos teriam participado de um esquema fraudulento.

0

Agência Estado

01 Julho 2014 | 09h53

"As recentes acusações de fraude nas três partidas de Camarões na primeira fase do Mundial, especialmente contra a Croácia, além da existência de sete ''maçãs podres'', não refletem os valores e princípios defendidos por essa administração, alinhada com o código de conduta e ética da Fifa", posicionou-se a Fecafoot, em comunicado divulgado na noite de segunda-feira.

Camarões foi eliminado na primeira fase do Mundial depois de derrotas por 1 a 0 para o México, 4 a 0 para a Croácia e 4 a 1 para o Brasil, terminando em último lugar no Grupo A. "Estamos extremamente comprometidos em nos esforçarmos ao máximo para esclarecer essa situação", garantiu a entidade. "Gostaríamos de informar que, embora a Fifa não tenha entrado em contato conosco para discutir o caso, nossa administração já acionou nosso Comitê de Ética para investigar as acusações", dizia outro trecho do comunicado oficial.

A maior suspeita recai sobre a partida contra a Croácia, no dia 18 do mês passado, quando os camaroneses foram goleados por 4 a 0 no jogo que ainda contou com a discussão ríspida entre o lateral-esquerdo Benoit Assou-Ekotto e o atacante Benjamin Moukandjo. A Fecafoot instaurou um inquérito para apurar o comportamento de seus jogadores durante essa partida.